Uma senha sera enviada para seu e-mail

1) A linha ofensiva do Seattle Seahawks é a pior da NFL. Isso não é exagero após a Semana 1. Ela é realmente muito fraca – e perdeu um dos Tackles titulares, George Fant, para lesão no joelho que lhe tirou da temporada.

2) A AFC West promete ser disputada até o fim neste ano. Como já esperávamos, na verdade. Apenas os Chargers perderam nesta semana e foi contra um time da própria divisão – os Broncos. Ah, e não foi sem suar: Los Angeles ficou a um field goal de Younghoe Koo de empatar a partida e termos prorrogação.



“canecas"

Este texto é parte de nossa coluna semanal de NFL, tudo o que você precisa saber em 3000 palavras ou menos. Se você quiser mais, não deixe de ler Primeira Leitura. 

3) Eu não tenho maturidade com o nome Younghoe Koo. A 5ª série vive dentro de nós. E a pronúncia em coreano é essa mesma que você está pensando.

4) Ainda não é hora de pânico em Tennessee, mas o fraco desempenho terrestre contra o VENTO que é o corpo de linebackers dos Raiders… Bom, talvez seja hora de ligar o sinal amarelo.

5) Que bela gerência de cronômetro por parte de Oakland nessa partida. No último quarto, o time correu com a bola e dinamitou o relógio – os Titans sabiam disso e mesmo assim não conseguiram parar Marshawn Lynch e cia. Ah, e foi exatamente para essa função que os Raiders lhe tiraram da aposentadoria.

6) Dá para se preocupar com o ataque dos Giants, porque foi a coisa mais água com açúcar do mundo. Mas prefiro esperar Odell voltar e vermos o real estado das coisas. De toda forma, Ereck Flowers é horrível e NÃO HÁ jogo terrestre.

7) Ezekiel Elliott dificilmente cumpre a suspensão de seis jogos nesta temporada já que conseguiu o efeito suspensivo na justiça comum. Com ele e uma vitória contra Nova York na primeira semana, apaguemos tudo o que foi dito na pré-temporada quando considerávamos que Elliott ficaria fora de quase metade da temporada. Dallas já pode ser considerado favorito na NFC East de novo.

8) O front seven do Baltimore Ravens é lindo demais de se ver jogar. O time não tomou pontos contra o rival Cincinanti Bengals, forçou quatro interceptações em Andy Dalton, limitou Cincinnati a apenas 221 jardas… Foi um espetáculo. Arriscar ao endereçar apenas defesa no topo do draft é uma estratégia que pagou a conta na Semana 1.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

9) Os Cardinals implodiram sem David Johnson após este sair no meio do terceiro quarto. Era nítido como o plano de jogo de Bruce Arians tinha Johnson como ponto focal. Kerwynn Williams entrou em seu lugar e não fez muita coisa – houve descidas curtas que David provavelmente teria convertido. Lembrando, Johnson fraturou o punho e ficará de fora de pelo menos dois meses.

10) O ataque dos Steelers demorou para engrenar contra o Cleveland Browns. No segundo tempo, Roethlisberger e cia fizeram o suficiente para vencer o jovem elenco de Cleveland. Mas não acredito ser hora para pânico – Le’Veon Bell esteve fora dos campos no mês passado durante sua mini-greve e está sem ritmo de jogo.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

“RODAPE"