Entre em contato

NFL

Calouros brilham de novo, Dallas vence Pittsburgh e agora tem a melhor campanha da NFL

Calouros brilham de novo, Dallas vence Pittsburgh e agora tem a melhor campanha da NFL

Cowboys e Steelers não jogam na mesma divisão ou conferência e no geral se enfrentam apenas de quatro em quatro anos, mas ainda assim carregam uma das rivalidades mais interessantes da NFL. Dois dos times mais vencedores da história, ambos já decidiram três Super Bowls, com duas vitórias para a franquia da Pensilvânia e uma para os texanos. Neste domingo, as equipes voltaram a se encontrar e mantiveram a tradição de grandes confrontos. Naquela que foi discutivelmente a melhor partida da temporada até aqui, Dallas contou com outra atuação inspirada dos calouros Dak Prescott e Ezekiel Elliott para conquistar um emocionante triunfo fora de casa por 35 a 30, o qual lhe rendeu por ora a melhor campanha da liga (8-1).

A principal característica do duelo foi o alto número de viradas e lances espetaculares. Ao todo, tivemos sete trocas de liderança no placar, incluindo duas no último minuto de jogo. Com exceção de um 12 a 3 para Pittsburgh no começo, ninguém conseguiu abrir uma vantagem maior do que uma posse de bola. Já sobre os lances espetaculares, falaremos sobre eles abaixo.

Zeke, Dak e uma linha ofensiva monstruosa

O ataque inteiro dos Cowboys jogou bem contra os Steelers, é impossível destacar apenas um nome. Embora tenha perdido um fumble na primeira campanha da partida (ele não sentiu a pressão dos defensores e deixou a bola exposta), Dak teve mais uma atuação excelente, a sétima com um rating superior a 100 pontos em nove jogos (121,7). O jovem quarterback foi preciso nos lançamentos longos para Dez Bryant e apareceu em momentos decisivos, como no último drive que determinou a vitória de Dallas a poucos segundos do fim.

Ezekiel Elliott, por sua vez, terminou o dia com 209 jardas totais (114 terrestres e 95 aéreas) e três touchdowns. Logo no primeiro quarto, transformou um passe screen em um touchdown de 83 jardas. Depois, nos dois minutos finais, entrou mais duas vezes na end zone através de corridas de 14 e 32 jardas. Com 1,005, ele é apenas o terceiro da história a passar das 1,000 jardas pelo chão somando os nove primeiros jogos da carreira.

Por fim, é preciso destacar também a linha ofensiva de Dallas, não por acaso considerada a melhor da NFL. A unidade permitiu a Elliott uma média gigante de 3,5 jardas terrestres antes do primeiro contato. Este trabalho magnífico de bloqueios ficou evidente no touchdown derradeiro com menos de 10 segundos no cronômetro, quando Zeke desfilou 32 jardas até a end zone sem ser tocado por nenhum defensor. “Abriu-se como o Mar Vermelho. Tudo o que eu tive que fazer foi correr”, afirmou o running back.

As ótimas performances de Big Ben e Antonio Brown não evitaram a derrota

Ben Roethlisberger e Antonio Brown tiveram suas melhores atuações do ano, porém nem isso foi suficiente para conquistar a vitória. O quarterback lançou 408 jardas, três touchdowns e nenhuma interceptação, enquanto o recebedor totalizou 14 recepções, 154 jardas e um touchdown. O momento mais genial da dupla aconteceu já no final do confronto. Com 50 segundos no relógio e perdendo por 29 a 24, Roethlisberger fez um fake spike sensacional e lançou um passe preciso para o wide receiver. Le’Veon Bell também contribuiu, embora tenha sido mais efetivo como recebedor do que como corredor (9 recepções, 77 jardas e um touchdown).

Muitos colocaram parte da culpa pela derrota no head coach Mike Tomlin por conta das duas conversões de dois pontos erradas no primeiro quarto, contudo é impossível saber com certeza que rumo a partida teria tomado se os Steelers tivessem simplesmente chutado os extra points. No caso desse Dallas e Pittsburgh, o resultado final foi definido por muito mais do que isso.


“RODAPE"

Hoje, Dallas tem a melhor campanha da NFL

Com o revés dos Patriots para os Seahawks no Sunday Night Football, Dallas possui agora sozinho a melhor campanha da liga: oito vitórias e uma derrota. O time não sabe o que é perder desde a semana 1 e segue com ótimas chances de terminar com a primeira colocação da Conferência Nacional. O próximo compromisso será em casa diante dos Ravens.

Por sua vez, Pittsburgh, antes da temporada visto como um forte candidato ao Super Bowl, chegou a quarta derrota seguida em 2016. Atualmente com record negativo (4-5), Big Ben disparou contra o momento da equipe: “Nós somos indisciplinados e não confiáveis. É por isso que (os Cowboys) são um dos melhores no negócio e nós atualmente não”. Os Steelers terão uma chance de ouro para se recuperar na semana que vem, quando enfrentarão os Browns.

Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Leia também

Mais em NFL