Entre em contato

NFL

Landon Collins foi o jogador defensivo da rodada – veja os Prêmios da Semana 11

Landon Collins foi o jogador defensivo da rodada – veja os Prêmios da Semana 11

Com uma cobertura cada vez maior e mais ampla aqui no site – como os palpites, guia da rodada, duelos individuais favoráveis – faltava um para fazer um apanhando geral elegendo os melhores e piores de cada semana. Aqui, vamos apontar vários jogadores que se destacaram positivamente e negativamente na quinta, no domingo e na segunda-feira de futebol americano! Prêmios são sempre um evento divertido – pelo menos eu adoro as noites de Oscar, Globo de Ouro e Emmys – e vamos tentar te entreter aqui também. Quem sabe cada categoria ganhe um apelido ao longo do tempo…

Antes de começarmos, tem alguma categoria que gostaria de ver na Semana 12? Procure o Twitter do @ProFootballBR (ou o meu, @MiceliPFB), que quem sabe colocamos aqui nas edições vindouras. Sem mais delongas, aos prêmios!

O melhor quarterback – Kirk Cousins, Washington Redskins

Como disse um grande amigo meu após o Sunday Night Fooball, “alguém vai ganhar dinheiro nessa offseason“. Kirk Cousins teve sua melhor partida na temporada – quiçá de sua carreira – na vitória sobre o Green Bay Packers na noite de domingo. Foram 18 passes completos de 25 tentados para 331 jardas e três touchdowns.

Com um pocket limpo pela maior parte da noite (ele foi pressionado em apenas sete dropbacks), o camisa 8 dissecou os cornerbacks do Green Bay Packers, completando 16 dos seus 18 passes em cima de Ladarius Gunter, Micah Hyde e Quinten Rollins, para 282 jardas. Nos passes longos, Cousins acertou três dos quatro que tentou para mais de 20 jardas – e dois dos seus três touchdowns saíram deles. O jogo contra o Dallas Cowboys no Thanksgiving promete, e muito.

O pior quarterback – Colin Kaepernick, San Francisco 49ers

Tudo bem, teoricamente seria o quarterback-em-campo do Cleveland Browns, só que aí fica fácil demais, né? O prêmio vai então para o signal caller do San Francisco 49ers, que teve uma partida sem qualquer polimento, maquiada apenas pela sua capacidade de estender jogadas com as pernas.

Dos oito passes tentados para mais de 20 jardas, seis foram incompletos. A falta de touch, isto é, de alguma finesse na bola fez com que os giros das bolas que saíam das mãos do camisa 7 errassem o alvo por muito. Sob pressão em 17 dos seus 37 dropbacks, Kaepernick completou apenas cinco dos dez passes tentados nestas situações para 65 jardas. Partida esquecível do quarterback que contribuiu para a nona derrota em dez jogos do San Francisco 49ers em 2016.

Melhor jogador ofensivo (que não é quarterback) – Le’Veon Bell, running back do Pittsburgh Steelers

Contra o Cleveland Browns que segue firme rumo ao 0-16, Le’Veon Bell dominou os rivais de divisão pelo chão. Foram 146 jardas terrestres, 63 delas após receber contato, além de seis tackles errados forçados pelo camisa 26. Apoiado por um belo trabalho dos seus offensive tackles, Alejandro Villanueva e Marcus Gilbert, Bell não teve nenhuma corrida para mais de 12 jardas, mas desgastou a defesa do Cleveland Browns e garantiu uma importante vitória para o Pittsburgh Steelers.

Pior jogador ofensivo (que não é quarterback) – Martellus Bennett, tight end do New England Patriots

Sem Rob Gronkowski, Martellus Bennett estava na situação perfeita para deslanchar contra uma defesa abaixo da crítica – como já tinha feito em outras oportunidades em 2016. Só que o desempenho do jogador não foi só imperceptível (uma recepção para 14 jardas), como também teve uma péssima perfomance nos bloqueios, seja abrindo espaços para o jogo terrestre ou na proteção a Tom Brady. Para não eleger jogadores de linha ofensiva mais uma vez (que alívio, hein, Ereck Flowers?), fica o prêmio para uma decepção na Semana 11. De toda forma, vale lembrar: ele não estava 100% saudável. Isso, contudo, não alivia nossa mão pesada aqui.

Melhor jogador defensivo – Landon Collins, safety do New York Giants

Antes da Semana 11, Landon Collins já mostrava estar em franca ascensão dentro da defesa do New York Giants. Na partida de domingo, contra o Chicago Bears, o segundanista teve mais uma interceptação (a 5ª em quatro partidas) e dois passes defletidos. Foram cinco bolas lançadas na sua direção – em jogadas nas quais era o jogador designado para cobertura -, permitindo apenas uma recepção para 23 jardas. Por mais uma atuação decisiva e perfomance geral na temporada, o prêmio vai para o produto de Alabama.

Por pouco o cornerback do Minnesota Vikings, Xavier Rhodes, não levou o troféu da semana. Carson Palmer tentou conectar sete vezes em cima do defensor, e não conseguiu nenhuma das vezes, terminando um dia com o passer rating de 0.0 contra Rhodes. Sem falar na interceptação retornada 100 jardas para o touchdown. Que dia para o defensive back da franquia da NFC North.


“RODAPE"

Pior jogador defensivo – Perrish Cox, cornerback do Tennessee Titans

Criticado por muitos analistas, Perrish Cox mostrou que elas não são infundadas. Em seis passes na sua direção, ele permitiu que todos fossem completos, para 142 jardas e um touchdown – uma média de 23.7 jardas por recepção permitida. Andrew Luck jantou nas costas do camisa 29, terminando a tarde com um passer rating perfeito em cima do defensive back. Cox ainda teve a oportunidade de interceptar Luck, mas a bola escorregou das suas mãos e sobrou para T.Y. Hilton, que deveria receber o passes naquela jogada.

Melhor jogo da rodada – New Orleans Saints @ Carolina Panthers 

A rodada de domingo não teve grandes jogos no quesito emoção – só a virada do Miami Dolphins no último drive que teve algum resquício de adrenalina, mas o público daquela partida já estava tão desanimado com a partida que sequer levantou da cadeira, como veremos adiante.

Dessa forma, a partida apertada entre o New Orleans Saints e o Carolina Panthers leva o bolo pra casa pelos contornos que deu à divisão sul da NFC. Com a vitória de Cam Newton e companhia, o restrospecto das equipes se igualou (4-6). Com Atlanta Falcons (6-4) e Tampa Bay Buccaneers (5-5) nas duas primeiras colocações, a NFC South está completamente aberta.

Pior jogo da rodada – Miami Dolphins @ Los Angeles Rams

Bastaram duas campanhas para o Miami Dolphins sair vitorioso. Fora esses dois momentos, foi mais uma partida entediante protagonizada pelo Los Angeles Rams, que, com a vantagem e um minuto no relógio, viu Ryan Tannehill e Devante Parker conquistarem de primeira descida em primeira descida o touchdown da vitória. É, Jeff Fischer, o 7-9 sempre encontra seu caminho…

#CollegeKickers – TODOS ELES, TODOS os kickers

A Semana 11 foi marcada por mais erros de extra point do que a temporada de 2015 inteira. Pela primeira vez desde 1966 – ou seja, desde antes da fusão da NFL com a AFL -, 11 kickers erraram pontos extra. Que lástima para o torcedor e para os kickers, cuja confiança no próprio pé vai ficando mais comprometida.

Melhor calouro da rodada – Dak Prescott, quarterback do Dallas Cowboys

Tony Romo deu uma entrevista emocionada e voltou às condições físicas necessárias para jogar como quarterback – pressão no calouro, certo? Errado. Contra a sólida defesa do Baltimore Ravens, o jogo aéreo do Dallas Cowboys prosperou, com mais de 300 jardas aéreas e três touchdowns. Atuação maiúscula do camisa 4, que coloca Romo esquentando banco por mais um tempo.

Maior surpresa positiva – Envolvimento de Malcolm Mitchell no ataque dos Patriots

Não teve uma grande surpresa, mas ver o camisa 19 surgindo como opção viável traz mais uma dimensão para esse já super-desenvolvido ataque do New England Patriots. Foram 98 jardas e o primeiro touchdown da carreira do camisa 19, que mostrou serviço também na conquista de primeiras descidas importantes.

Maior decepção – Kansas City Chiefs perdendo em casa para o Tampa Bay Buccaneers 

Decepção não pro torcedor do Tampa Bay Buccaneers, claro. Alex Smith estava tendo uma boa partida até uma paupérrima leitura na red zone, que resultou numa interceptação de Chris Conte retornada para o meio de campo. A campanha segunte dos visitantes da Flórida acabou num touchdown do Tampa Bay Buccaneers, aumentando o placar para 19 a 10 com pouco mais de 6 minutos no relógio.

A decepção vem mais pela disputa da AFC West. Estipulamos no sábado que a vitória contra o Tampa Bay Buccaneers era essencial para a conquista da divisão, inclusive. O triunfo em cima do time da NFC South era provável, mas, com o revés, a equipe vai precisar bater o Denver Broncos duas vezes e o Oakland Raiders para ficar confortável. Dureza para o time de Andy Reid, que teve sua terceira derrota nos últimos 20 jogos de temporada regular.

Monstro do Fantasy – Rob Kelley, running back do Washington Redskins

Do waiver wire para o melhor jogador em formatos standard. Com 137 jardas e três touchdowns terrestres, Rob Kelley correu de uma maneira que daria inveja até em Ezekiel Elliott. 31.7 pontos pro seu time no formato standard.

Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook.


“RODAPE"

Mais em NFL