Matchups: Malcom Mitchell quer se consolidar como arma para Brady contra os Rams – Pro Football: NFL | Brasil | College | Futebol Americano
Matchups

Matchups: Malcom Mitchell quer se consolidar como arma para Brady contra os Rams

Lamentavelmente, Rob Gronkowski terá que passar por um procedimento cirúrgico e se ausentará por pelo menos oito semanas. Entre idas e vindas do departamento médico em 2016, o camisa 87 deixa seu quarterback carente de uma das suas principais e mais eficientes armas. Da mesma forma, esse vácuo precisará ser preenchido. E, ao meu ver, não é uma equação simples de “sai tight end A, entra tight end B”. Martellus Bennett já mostrou serviço este ano, mas há variáveis nessa equação. E a primeira delas é o wide receiver calouro Malcolm Mitchell.


O camisa 19 do New England Patriots anotou três touchdowns nas últimas duas semanas.  Seu envolvimento neste ataque tem aumentado, e a química que vimos entre Tom Brady e Mitchell na pré-temporada está dando frutos na reta final da temporada regular.

Com Julian Edelman sendo uma ameaça principalmente em rotas médias e curtas pelo meio do campo, o duelo pelas rotas “por fora” fica entre Chris Hogan e Malcolm Mitchell. Os dois tem o potencial em agarrar bolas no fundo do campo e esticar o campo verticalmente – o que é essencial para o estilo de jogo de passes curtos e precisos que Tom Brady gosta de empregar. E, nas últimas duas semanas, Mitchell tem levado a melhor: 12 targets para 9 recepções , 140 jardas e três touchdowns. Hogan, por sua vez, teve apenas 5 targets, 4 recepções para 70 jardas. Acontece que Hogan esteve presente em 92% dos snaps na Semana 12; Mitchell, em 47%.

A cobertura

cornerback responsável por cobrir Malcolm Mitchell deve ser E.J. Gaines. O jogador foi o mesmo que cedeu seis recepções na última semana, contra o New Orleans Saints, para 66 jardas e um dos dois touchdowns para Michael Thomas. Se Mitchell mantiver a química com Tom Brady, ele tem tudo para tomar um espaço de maior impacto neste ataque. O papel que Chris Hogan cumpre é de esticar o campo e abrir espaços para rotas intermediárias ou complementares, e todos nós sabemos que Brady aproveita e muito bem qualquer vacilo defensivo. O matchup favorável para Mitchell é uma oportunidade de ouro para mostrar que ele pode fazer a função do camisa 15 tão bem quanto – ou até mesmo melhor que o atual titular.

Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook.


“RODAPE"

Matchups: Malcom Mitchell quer se consolidar como arma para Brady contra os Rams
Topo