Matchups

Matchups: Sensação, Jay Ajayi colide com a melhor defesa terrestre da NFL na briga pelos playoffs

“RODAPE"

Após a Semana 12, demos o prêmio de melhor quarterback para Ryan Tannehill, um dos grandes responsáveis pela ascensão meteórica do Miami Dolphins na temporada. A outra face da moeda é Jay Ajayi. O running back segundanista ascendeu desde a Semana 6, conquistando 204 jardas terrestres contra o Pittsburgh Steelers. Na Semana 7, outra partida de mais de 200 jardas. Coincidentemente (ou não), desde aquele dia o Miami Dolphins só sabe vencer. Seis vitórias consecutivas e, se a temporada regular acabasse hoje, beliscaria uma vaga na pós-temporada.


Nesta Semana 13, a equipe enfrenta ninguém menos que a defesa do Baltimore Ravens. A equipe da AFC North tem cedido apenas 3.4 jardas por carregadas (segunda melhor marca da NFL) e 74.9 jardas terrestres por jogo (melhor marca da liga), sem mencionar ainda que foram apenas quatro touchdowns pelo chão (também melhor marca entre as 32 franquias). E vale mencionar que a equipe já enfrentou Ezekiel Elliott, discutivelmente o melhor running back em atividade nesta temporada. O calouro teve, sim, 97 jardas, mas em 25 tentativas terrestres (3.9 jardas por tentativa). No total, o Dallas Cowboys teve 118 jardas terrestres, um número com 43.2 jardas a menos que a média da equipe na temporada.

Nesse encontro de forças, quem sai vitorioso?

Bom, vale mencionar que o sucesso do ataque terrestre do Miami Dolphins vem da intensidade das corridas de Jay Ajayi. A força que o produto de Boise State coloca em suas tentativas terrestres é provavelmente a maior em toda a NFL. Essa simples mudança de postura e foco mudou drasticamente as característica ofensivas do Miami Dolphins. A prova disso é a média de jardas por carregada de Ajayi na temporada: 5.2, mas 3.4 delas vem depois do contato. Além disso, o running back tem a melhor marca, proporcionalmente falando, de número de tackles quebrados. É um a cada 4.3 toques na bola.

A grande dificuldade dos defensores não é bater a linha ofensiva do Miami Dolphins – que, justiça seja feita, é uma unidade sólida que vem desempenhando um bom papel -, mas sim impedir que Jay Ajayi conquiste jardas depois do contato e acabe por conseguir uma jogada explosiva até a end zone. O front seven do Baltimore Ravens conta com grandes nomes – entre eles o linebacker C.J. Mosley, que se destaca parando as ofensivas terrestres adversárias. A linha ofensiva da equipe da Flórida precisa ajudar Ajayi, deslizando a ênfase do duelo de um jogador versus uma unidade defensiva para duas unidades integradas colidindo.

Caso Ajayi fique isolado contra Elvis Dumervil, Terrell Suggs e companhia, o ataque dos Dolphins pode ficar desequilibrado e depender em demasia de Ryan Tannehill. A defesa contra o jogo aéreo do Baltimore Ravens não é tão boa quando a terrestre, mas a franquia de Miami precisa encontrar seu equilíbrio para manter sua fórmula que venceu seus seis últimos jogos.

Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook.


“RODAPE"

LEIA TAMBÉM  Os Falcons possuem o ataque mais completo da NFL?
Matchups: Sensação, Jay Ajayi colide com a melhor defesa terrestre da NFL na briga pelos playoffs
Topo