Matchups

Estelar pass rush dos Broncos enfrenta sólidos tackles dos Titans em busca da pós-temporada

Como meu prezado João Henrique Macedo já sabiamente colocou, a AFC South está “up for grabs“. Pegando carona na expressão americana, que significa que algo está “no ar para quem pegar primeiro”, Houston Texans, Tennessee Titans e Indianapolis Colts estão todos com as mesmas seis vitórias e seis derrotas. Enquanto Andrew Luck e Brock Osweiler medem forças no duelo divisional de domingo, Marcus Mariota precisará passar pela prova de fogo que é enfrentar a defesa do Denver Broncos.

O alívio para o quarterback segundanista é que sua linha ofensiva é bastante sólida. O left tackle Taylor Lewan é um dos destaques da equipe na temporada, e do outro lado da linha, o calouro Jack Conklin vem fazendo um trabalho quiçá ainda melhor, justificando (e muito) o investimento de primeira rodada no Draft de 2016. Para o lado direito da linha, temos ainda o guard Josh Kline, ex-Patriots, que ajuda a ancorar a proteção ao passe.

Não à toa, o desempenho aéreo de Marcus Mariota tem sido bastante valioso, mais até do que poderia se esperar de um time que anunciou na pré-temporada que iam castigar os adversários com o duo DeMarco Murray e Derrick Henry.

O problema é que eles enfrentam aquele que é, para muitos, o melhor pass rusher da liga. Há controvérsias, eu mesmo discordo (saudades, J.J. Watt), mas ainda assim, o que o camisa 58 causa para as defesas não é nada menos que desespero.

O desfecho do duelo entre Von Miller e os tackles Lewan e Conklin é crucial para estabelecer o equilíbrio da partida. Se o camisa 58 superar esses hábeis bloqueadores, a linha ofensiva precisará dobrar a marcação, criando dificuldades pelo meio e dando espaço para Derek Wolfe brilhar. Jared Crick, que começou o ano devagar, pode aproveitar também esses buracos para continuar a sequência de enorme contribuição contra o jogo terrestre. É essa colisão de forças nas linhas que fará a diferença maior neste embate.

Com tempo para passar e espaços para correr, o Tennessee Titans terá boas chances de se manter no jogo. Não falo com muita confiança pois a secundária do Denver Broncos é outra pedreira, mas se eles se estabilizarem na proteção, o camisa 8 pode distribuir o jogo e tentar encontrar espaços. Caso contrário, o Denver Broncos terá uma grande vantagem de suprimir o ataque do Tennessee Titans, e terá que anotar os pontos contra uma secundária frágil.

Seja Siemian, seja Lynch, o quarterback titular no domingo não pode se encolher como na partida contra o Jacksonville Jaguars na Semana 13. A vitória mantém os Broncos em uma boa posição para se classificar para a pós-temporada.  Se o Tennessee Titans triunfar, a briga pela AFC South se manterá naquele estilo: up for grabs, mas será a prova de que Mariota e companhia podem duelar contra unidades defensivas de elite.

LEIA TAMBÉM  Os Ricos podem ficar ainda mais Ricos: Jimmy Garoppolo vai para onde?

Comentários? Feedback? Siga-nos no twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook

Estelar pass rush dos Broncos enfrenta sólidos tackles dos Titans em busca da pós-temporada
Publicidade
Topo