Finalistas para a Classe de 2017 do Hall da Fama tem como favoritos Tomlinson, Taylor e Dawkins – Pro Football: NFL | Brasil | College | Futebol Americano
Notícias da NFL

Finalistas para a Classe de 2017 do Hall da Fama tem como favoritos Tomlinson, Taylor e Dawkins

Em seu primeiro ano de elegibilidade, LaDainian Tomlinson, Jason Taylor e Brian Dawkins estão entre os 15 finalistas para serem inseridos no Hall da Fama do Futebol Americano Profissional. Junto destes, temos outros nomes de peso, que correm um pouco mais por fora; Morten Andersen, Tony Boselli, Isaac Bruce, Don Coryell, Terrell Davis, Alan Faneca, Joe Jacoby, Ty Law, John Lynch, Kevin Mawae, Terrell Owens e Kurt Warner.

Todo ano há um finalista “das antigas”. No caso desta classe potencial, é Kenny Easley, safety do Seattle Seahawks. Não esquecendo, além de jogadores e técnicos o Hall da Fama também aceita “contribuidores” do jogo. Em 2017 poderemos ter o dono do Dallas Cowboys, Jerry Jones, e o comissário da NFL antes de Roger Goodell, Paul Tagliabue.

Bruce, Davis, Faneca, Jacoby, Law, Lynch e Warner, todos, ganharam Super Bowls. De toda forma, os favoritos devem ser Tomlinson, Taylor e Dawkins.

Tomlinson, Taylor e Dawkins são favoritos

Tomlinson jogou em 11 temporadas, nove delas com San Diego. Em 2006, foi o MVP da NFL e marcou 28 touchdowns – recorde que permanece de pé até hoje. Além disso, LaDainian foi o running back com mais jardas na temporada em duas ocasiões. Dawkins teve 16 temporadas na liga, 13 delas em Philadelphia. Ele é considerado o “protótipo” da posição de safety na virada do século XX para o XXI. All-Pro em 4 anos, Brian foi o primeiro jogador com um sack, uma interceptação, um fumble recuperado e uma recepção para touchdown no mesmo jogo – vs Houston, em 2002. Por fim, Jason Taylor; Um dos melhores pass rushers da liga por 15 anos, a maior parte da carreira dele foi em Miami. Eleito jogador defensivo do ano em 2006, Taylor teve 139,5 sacks em sua carreira.

Kickers também são gente, então não vamos esquecer de Morten Andersen. Líder em pontos na história da NFL – 2544 – Andersen tem a maior quantidade de field goals marcados na história, com 565, e jogos disputados, com 382. Não obstante, ele esteve na seleção “da década” em duas ocasiões: anos 80 e 90.

Não estiveram entre os finalistas os jogadores Darren Woodson, Hines Ward e o técnico Jimmy Johnson. A cada classe, são inseridos um mínimo de 4 pessoas e um máximo de 8. Saberemos os imortais da Classe de 2017 no dia 4 de fevereiro, véspera do Super Bowl LI. A cerimônia para inseri-los ocorre na véspera do “Hall of Fame Game”, a abertura da pré-temporada da NFL, dia 5 de agosto deste ano.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Finalistas para a Classe de 2017 do Hall da Fama tem como favoritos Tomlinson, Taylor e Dawkins
Publicidade
Topo