Entre em contato

NFL

Dizer que os Giants perderam só por conta de uma maldita viagem de barco não faz sentido

Dizer que os Giants perderam só por conta de uma maldita viagem de barco não faz sentido

O torcedor do New York Giants obviamente está decepcionado. Os Giants conseguiram eliminar o campeão da divisão do ano passado (mesmo que indiretamente) e venceram duas partidas contra Dallas. As únicas que os Cowboys sofreram com “time completo” em campo durante todo o jogo. A defesa parecia ter encaixado, Odell Beckham Jr. tinha seu primeiro jogo em pós-temporada. Eli Manning é Luke Skywalker em playoffs e o Lambeau Field é a Estrela da Morte.




Tudo foi por água abaixo, mas era um destino possível. E com a derrota, muitas vezes as pessoas procuram explicações mais fáceis ao invés da verdade. No sábado, para muitos, o “apito amigo” de Seattle foi o principal responsável pela vitória dos Seahawks – e não uma defesa de Detroit que já vinha mal em vários setores, como pass rush e acabou por ceder mais de 160 jardas para Thomas Rawls.

No caso da derrota dos Giants, o bode expiatório da vez é o maldito barco. Vamos resumir a história, começando pelo final.

Odell Beckham Jr teve um drop claríssimo e não recebeu outros dois passes importantes na partida. Isso as imagens falam. A explicação, aparentemente, é que seis dias antes ele esteve junto dos recebedores de Nova York em uma viagem para Miami. Num barco. Será que este o motivo principal para a derrota dos Giants? Os tabloides de Nova York certamente querem fazer com que você acredite nisso. É a história que vende. É a história que dá clique. É a história polêmica. Números não são sexies. Defesa não é sexy para vender jornal. Odell indo mal num jogo, para quem quer clique, é.

266,3 jardas recebidas. Não, não estou falando do corpo de recebedores dos Giants “pós-boat trip”. Estou falando da média da temporada. QUE FOI MENOR do que contra os Packers, sendo 299 jardas recebidas por Odell e cia contra a secundária de Green Bay. 19,6 pontos por jogo. Esta foi a média de pontos dos Giants o ano todo. Com barco ou sem barco. Ontem, foram apenas 13.

E do outro lado, a defesa que não esteve em barco nenhum – e que era a segunda que menos cedeu pontos na temporada regular – foi incendiada por Aaron Rodgers, cedendo 38 pontos. Em boa parte deles, sem Jordy Nelson em campo. E, novamente: eles não estavam em barco nenhum. Foram dois turnovers sofridos, ambos cuja culpa não foi de quem estava em barco algum.

O barco é o ângulo fácil, o ângulo polêmico. Não vou mentir: Odell Beckham Jr não jogou bem. Mas existe uma enorme diferença em termos de lógica e argumentação entre correlação e causalidade. Colocar a viagem de barco como bode expiatório é o caminho fácil. Dar mérito para os absurdos que Aaron Rodgers fez em campo, para uma defesa que não parecia igual – até pela ausência de Rodgers-Cromartie – e conceder a vitória a um adversário que simplesmente foi superior, é o caminho difícil.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.


“RODAPE"

Mais em NFL