Uma senha sera enviada para seu e-mail

Se os três ou quatro primeiros nomes escolhidos são quase sempre certos já semanas antes do, as escolhas de 10 a 15 costumam ficarem mais abertas, com os jogadores podendo aparecer em qualquer uma das franquias.

Isso pode afetar o planejamento do Green Bay Packers, que busca um cornerback, mas pode recorrer a outros setores caso não encontre o atleta desejado. A decisão da equipe é importantíssima, pois é uma das mais cotadas para o título desta temporada, pagando R$ 14,00 para R$ 1,00, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com. Uma boa escolha pode fazer com que se aproxime ainda mais de New England Patriots, Philadelphia Eagles e Pittsburgh Steelers, que estão na frente.

O Green Bay Packers conta com uma posição intermediária no, dado que não foi para os playoffs na temporada passada e ao mesmo tempo não fez uma campanha ruim – é a 14ª da primeira rodada.  Além da primeira rodada e a menos que ocorram trocas, a franquia tem a oportunidade de recrutar outros 10 jogadores. As demais são as 45ª (segunda rodada), 76ª (terceira), 101ª e 133ª (quarta), 138ª e 174ª (quinta), 186ª e 207ª (sexta), 232ª e 239ª (sétima).

Leia também:
Draft Simulado: Top 10 do
Fantasy Football: O que muda para 2018 após a Free Agency
Draft: O cenário dos sonhos para os 32 times na primeira noite

Cornerbacks

Diante do cenário atual, com a pick 14, Green Bay deve buscar um cornerback. Isso porque Damarious Randall foi trocado, deixando um vazio importante no setor. Desta classe, os dois principais nomes são Denzel Ward (Ohio State) e Josh Jackson (Iowa). No entanto, o primeiro aparece como o mais cotado para ser o melhor selecionado entre as posições, dando R$ 1,25 para cada real, segundo dados do Oddsshark.com. Com isso, tem poucas chances de passar sem ser chamado nas 13 escolhas anteriores.

Desta forma, chegamos a Josh Jackson. O jogador de Iowa começou sua trajetória universitária como wide, mas logo em 2016 trocou de função. Em 2017, o atleta mostrou o motivo de ser tão valorizado. Foram 13 partidas todas em alto nível, com 50, 18 passes defendidos e oito interceptações. Para completar ainda levou o Prêmio Jim Thorpe, que é entregue ao melhor defensive back do College. Com isso, é pouco provável que os Packers o deixem escapar caso ele esteja disponível.

Linebackers

Devido a outras possibilidades que o pode encaminhar, como uma escolha rápida de dois cornerbacks, não seria surpresa ver Green Bay buscando um linebacker. Das opções, um nome que tem bastante força é Tremaine Edmunds. O jogador tem chance de aparecer nas 11 primeiras escolhas – sobretudo na sequência Bears-49ers-Raiders-Dolphins – mas caso isso não aconteça, tem tudo para viajar para Wisconsin. Edmunds é um atleta instintivo que precisa ter seu Football IQ lapidado – mas pode ser uma peça importante para o pass rush de Green Bay.

Caso já tenha escolhido, Roquan Smith também pode ser opção. Tal como Edmunds, ele também pode ser escolhido pela sequência de times dita acima – a qual carece de jogadores da posição. Com uma boa leitura do ataque adversário e muita agilidade, foi um grande nome da Georgia no College. Mesmo tendo ido bem em todas as três temporadas que fez na equipe, teve o seu auge exatamente na última temporada, quando recebeu o Butkus Award, entregue ao melhor da posição. Sua única deficiência é ficar preso muitas vezes em bloqueios.

Se uma destas duas escolhas ocorrer, é grande a chance da primeira rodada terminar com no mínimo cinco linebackers escolhidos, o que garante R$ 1,85 para cada real, segundo números do Oddsshark.com. Um número inferior a esse rende R$ 1,74.

Leia também: Draft Simulado: Buffalo trocando para cima e três saindo no topo

Outro jogador que os Packers podem escolher é o EDGE Marcus Davenport. Com uma grande evolução na carreira universitária, ele seria muito útil para botar pressão no quarterback adversário. Esta função inclusive faria com que até deixassem as necessidades de cornerback em segundo plano, vez que o pass rush ajuda imensamente o trabalho da defesa quanto ao passe. O grande ponto é quanto/quando Davenport pode contribuir. Seu atleticismo é fora de série, mas o jogador é cru em vários aspectos e sua produção foi contra universidades menores – de certa forma, ele é o “Josh Allen da defesa” neste.

Apesar de serem um pouco mais imprevisíveis, as escolhas 45 e 76 devem trazer os nomes de Tyrell Crosby e Isaac Yiadom. Os dois se encaixam perfeitamente no estilo dos Packers. O segundo inclusive seria mais uma opção para a função de cornerback, chegando com uma trajetória sólida no College. Como o time está bem raso no que tange à profundidade de talento na posição, cornerback pode ser uma boa pedida no Dia 2 (Segunda e Terceira Rodada).

O ocorre nos dias 26, 27 e 28 de abril em Dallas, TX. Para o Brasil, o evento tem transmissão da ESPN + na quinta (1ª rodada, 21h) e sexta (2ª e 3ª rodada).

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Em abril, teremos um curso/workshop que tratará sobre tudo o que você precisa saber sobre o da NFL. Veja mais detalhes aqui.

 

Leia mais:   Draft Notebook - Conheça Zach Allen, mais um pass rusher de qualidade para o draft de 2019