Uma senha sera enviada para seu e-mail

Este é o terceiro da série de textos sobre Fantasy mais completa já feita em nosso site. O objetivo é fazer manjar tudo de fantasy, aprender como funciona esse jogo virtual e garantir que você consiga tirar aquela onda com todos os seus amigos no final da temporada! 

Depois de delinear o básico sobre o Fantasy Football, suas características essenciais e formatos no primeiro texto e tentar passar os motivos pelos quais jogar é tão divertido, faltou uma coisa: onde eu posso jogar de fato?

Ao contrário dos primórdios do Fantasy Football, onde tudo era feito na caneta e papel, nós vivemos numa época na qual computadores nos ajudam – e muito – em realizar praticamente todas as atividades cotidianas. No caso do futebol americano virtual, não seria diferente. O padrão dos jogadores é utilizar plataformas online para criar suas ligas e gerenciar seus times. A maioria dos grandes sites que disponibilizam conteúdo esportivo contam com uma plataforma própria. ESPN, Yahoo, CBS, cada um deles possuem sua própria maneira de organizar a interface das ligas, times, waivers e campeonatos. Até a própria NFL possui sua interface para o jogo virtual.

Publicidade




Dessa forma, para você começar a jogar o Fantasy Football, basta você eleger um dos sites. Se você gosta da ESPN, vá até o site americano deles, procure a aba Fantasy e crie sua liga. Uma vez feito isso, você poderá convidar seus amigos para integrar o rol de general managers virtuais, além de poder customizar absolutamente tudo referente a sua liga: número de managers, tamanho do elenco, do banco de reservas, data do draft, ordem do draft, os pontos por cada acontecimento no jogo…

Se você gosta da ideia de controlar isso tudo: parabéns, você tem tudo para ser o commissioner da sua liga de Fantasy! Praticamente um Roger Goodell, mas sem toda a mídia, vaias no Draft e decisões polêmicas. Modos de abordagem na administração e as atribuições do comissário do Fantasy ficarão para um texto futuro, mas fica aqui o gostinho para você que gosta de tomar a iniciativa.

As cinco principais plataformas:

ESPN Fantasy Football

Yahoo Fantasy

NFL.com Fantasy

Flea Flicker Fantasy

CBS Sports Fantasy

E se não tiver gente para montar minha liga?

É claro que existem casos nos quais uma pessoa quer muito jogar Fantasy Football, mas não tem a paciência para organizar uma liga ou não conhece gente disposta o suficiente para levar a ideia pra frente e jogar a sério (ou até mesmo de brincadeira). Se você se enquadra nessas situações ou quer apenas ver como é que funciona sem se comprometer com várias pessoas, os sites que disponibilizam as plataformas te dão a faculdade de ingressar numa liga pública.

Essas ligas são administradas pelo próprio site, e aplicam as regras default da plataforma. Antes de entrar, você dispõe de todas as informações necessárias para entender como funciona aquela liga – por exemplo, dez jogadores, pontuação standard (isto é, sem qualquer bônus por recepção ou outros feitos dentro de campo). Feito isso, só se atentar para o horário do draft daquela liga, geralmente determinados antes mesmo de você entrar, e selecionar seus jogadores. Os sites utilizam muitas vezes um pop-up para possibilitar a escolha dos jogadores, então é importante ficar de olho nos ad-blocks e os plug-ins necessários para não ser pego de surpresa na hora de escolher seu time – e potencialmente até perder uma escolha de primeira rodada. Olho também na sua internet: não vai fazer o Draft pelo celular. A chance de dar besteira é alta caso a conexão não seja boa.

Veja aqui o índice completo da “Semana Fantasy”, com o guia para você bombar no Cartola FC de NFL.

Publicidade




Particularmente, eu geralmente faço esses drafts públicos para entender as estratégias para aquela temporada, quais as tendências de seleção de jogadores para poder melhor entender o jogo e poder escrever sobre com propriedade. É uma forma de exercitar o seu conhecimento sobre Fantasy Football e se preparar para a temporada em outras ligas.

Posto isso, agora você sabe onde é possível jogar Fantasy Football e que não é fundamental ter uma liga com 10 amigos. Você pode começar com passos pequenos para conhecer o jogo em ligas públicas, e, quando você se apaixonar pelo futebol americano virtual (e eu sei que você vai), você vai se motivar a montar uma liga valendo até dinheiro, prendas para os perdedores e até apostar imóveis (brincadeira, não façam isso). Na próxima oportunidade, discutiremos o papel do commissioner, suas atribuições e formas de abordagem no controle da liga.

Dúvidas sobre o seu Fantasy? Me procure no Twitter: @MiceliFF, ou venha fazer parte dos nossos planos de assinatura para ter uma hotline para todas as suas dúvidas relacionadas a Fantasy Football!