Uma senha sera enviada para seu e-mail

Le’Veon Bell continua sua caminhada de doutrinação pelos playoffs da Conferência Americana. O running back do Pittsburgh Steelers mais uma vez rompeu a barreira de 150 jardas terrestres e a defesa de Kansas City – fora quando Pittsburgh chegava na red – não ofereceu qualquer resistência. Foram 170 jardas corridas em 30 oportunidades, com uma sensacional média de 5,6 jardas por carregada. Bell agora tem as duas melhores marcas de jardas terrestres na história da pós-temporada do Pittsburgh Steelers: 167 semana passada e 170 ontem.

Importante destacar que Bell utiliza como poucos os bloqueios por parte da sólida linha ofensiva dos Steelers – que, além de abrir perimetrais para Bell, é a segunda que menos cedeu sacks na temporada regular. Bell teve 16 carregadas em primeiras descidas e nelas conquistou 100 jardas. Isso armou o ritmo do ataque, que teve muitas viagens ao campo de Kansas City. Nelas, a defesa dos Chiefs levantou o muro – como costumou fazer durante a temporada regular, sendo uma das 5 melhores defesas nas 20 jardas finais do campo (red).

Ben Roethlisberger teve apenas um passe completo na red – de seis tentados. Além disso, ele foi interceptado e sofreu um sack no território onde o ataque tem que ser eficiente. Demérito de Pittsburgh ou Mérito de Kansas City? Prefiro acreditar na segunda opção. A defesa dos Chiefs foi a materialização do “enverga mas não quebra” durante a temporada regular. Quem assistiu os jogos dos Chiefs já sabia que este seria e deveria ser o caso ontem. De toda forma, questiono as chamadas ofensivas de Pittsburgh no setor. Somente duas corridas com Bell – para 7 jardas – em 9 jogadas de red. Um tanto quanto desequilibrado, ainda mais considerando que Bell estava tendo um jogo formidável e a defesa de Kansas City tem como calcanhar de Aquiles parar o jogo terrestre.

Como os Steelers não fizeram nenhum  – e Pittsburgh tinha uma vitória e duas derrotas na temporada quando nem Bell e nem Antonio Brown marcavam – a missão de colocar pontos no placar ficou para Chris Boswell. Ao contrário das mazelas que Pittsburgh viveu com kickers no ano passado, Boswell vem se tornando um chutador preciso e calibrado. Ontem foram 6 field goals acertados, recorde de um kicker em pós-temporada da NFL. Todos os pontos de Pittsburgh vieram de seus pés.

Com a vitória ante os Chiefs, os Steelers de 2016 se tornam apenas o sexto time na história da pós-temporada da NFL a vencer uma partida sem nenhum .  A última vez que isso tinha acontecido foi em 2006, quando os Colts de Peyton Manning contaram com a ajuda de Adam Vinatieri para marcar 5 field goals e derrotar o Baltimore Ravens fora de casa.

Pittsburgh avança para sua 16ª final de Conferência, melhor marca entre as franquias da NFL se consideramos 1970 até hoje (quando AFC e NFC foram criadas). Já Kansas City continua seu inferno astral de jogar em casa no Divisional Round: 2-6 em casa nos playoffs, sendo 5 derrotas seguidas. A última vitória dos Chiefs, em casa, nos playoffs veio em 1993 contra os próprios Steelers.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.


“RODAPE"