Uma senha sera enviada para seu e-mail




Leitura Rápida: Browns são cotados para seis vitórias em 2018 após ano ruim com 0-16 em 2017

Dono das piores campanhas dos últimos dois anos da NFL, o Cleveland Browns chega renovado para esta temporada. A transformação é tão grande que a franquia vem cotada para ter mais que cinco vitórias em 2018, o que é um baita feito para quem ficou zerado em 2017. O lucro nas casas de apostas com o número de triunfos da equipe é superior a 70%.

Se depender do mercado, o Cleveland Browns dará um enorme salto de qualidade nesta temporada. Isso porque a opção mais cotada é que a franquia terá seis ou mais vitórias, dando R$ 1,74 em cada real, segundo estatísticas do Oddsshark.com. O detalhe é que a tabela indica que o time pode ficar próximo desde objetivo logo no começo da campanha.

A explicação desta possibilidade ser grande é que Cleveland fará quatro dos seis primeiros jogos em casa.  Os adversários não são fracos, pois terá pela frente Pittsburgh Steelers, New York Jets, Baltimore Ravens e Los Angeles Chargers, mas ainda assim é algo positivo. Caso passe por esta etapa com pelo menos dois triunfos a marca tem tudo para ser alcançada.

Por outro lado, se você acreditar que a franquia não alcançará este objetivo e inclusive perderá para New Orleans Saints e Oakland Raiders – seus compromissos como visitante no período, deve investir que Cleveland terá no máximo cinco triunfos em 2018, o que garante R$ 2,05 para R$ 1,00, de acordo com dados do Oddsshark.com.

A necessidade de aplicar agora é que caso a equipe colecione tropeços nesta caminhada com número alto de partidas em casa, estas cifras certamente vão abaixar depois.

Pontos fortes

Esqueça 2017 quando o assunto for Cleveland Browns. O time vem totalmente diferente para esta edição e reforçada de bons nomes. Para a posição de quarterback, o time trouxe o veterano e seguro Tyrod Taylor, que estava no Buffalo Bills. No ano passado, Tyrod teve 62,6% de passes completos para um total de 2.799 jardas e 14 touchdowns. Sua chegada é ainda mais empolgante devido a outra contratação, o de Jarvis Landry. O wide receiver era um dos mais cobiçados desde período de negociações e liderou a NFL com 112 receptações na última temporada. Embora as jardas por recepção não sejam altas, Landry pode ser uma boa adição para o slot. Com o play action dando certo e Taylor rolando para fora do pocket, ele pode ser bastante acionado.

A secundária também não foi esquecida e conta com um pacotão de reforços. Os principais acertos até aqui foram Damarius Randall, E.J. Gaines, TJ Carrie e Terrance Mitchell. Todas estas negociações já deixaram claro que a equipe será bem mais competitiva nesta temporada.

O draft também rendeu muito para a equipe. Com duas das quatro primeiras escolhas, os Browns trouxeram Baker Mayfield e Denzel Ward, que possuem enorme potencial. Com enorme espírito de liderança, Mayfield pode ser o necessário para uma mudança de cultura na posição de quarterback: são quase 30 titulares desde 1999. Cleveland ainda selecionou mais outros sete calouros que podem contribuir para o elenco.

Pontos fracos

A grande dificuldade dos Browns no momento é lidar com (um tanto quanto) inesperada a aposentadoria de Joe Thomas. O left tackle era um dos principais nomes da franquia e se despediu da NFL com 10 mil snaps consecutivos – um recorde da liga. Eleito 10 vezes para o Pro Bowl e com 11 temporadas vestindo a camisa dos Browns, o jogador certamente teria muito o que contribuir no vestiário, ainda mais nesta fase de reconstrução do time.

Outro grande problema é se livrar do estigma de saco de pancadas. Por mais que esteja com um grupo bem mais forte e os adversários sabem disso, o Cleveland Browns pode sofrer com a tensão caso não comece com uma boa campanha. Principalmente porque, como dissemos, a franquia tem quatro dos seis primeiros jogos em casa. Uma trajetória negativa neste período trará a pressão de que a equipe pode não ter evoluído tanto assim.

Cleveland também entra nesta edição tendo que acabar a marca de ter sido o ataque menos produtivo e a segunda defesa mais vazada da última edição.




Últimas temporadas

O Cleveland Browns vem de uma temporada para esquecer. No ano passado, a franquia terminou com 16 derrotas e nenhuma vitória. Não foi ponto fora da curva no trabalho de Hue Jackson, que soma apenas uma vitória em 32 jogos como head coach dos Browns. O desempenho não foi muito pior que em 2016, quando ganhou apenas uma vez. A equipe aliás só teve mais que seis triunfos somente em uma edição das últimas 10 disputadas: foi em 2014, quando venceu sete dos 16 jogos. Já em playoffs, os Browns não aparecem desde 2002.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.