Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Carolina Panthers pode ter perdido três vezes para o New Orleans Saints nesta temporada. Mas é impossível dizer que Cam Newton tenha culpa nessa última derrota. Sem uma linha ofensiva consistente e passando para recebedores, descontado Greg Olsen, bem fracos, Newton conduziu os Panthers até onde deu.



“colts"
Só no último quarto, Newton teve 7-13 para 156 jardas e passou para touchdowns em duas oportunidades. Nos últimos quatro anos, só Tom Brady (Super Bowl LI) teve mais jardas passadas num último quarto de jogo de playoff. E ele fez isso tudo sendo pressionado como nunca. Foram seis recuos de passe nos quais ele esteve pressionado no último período – incluindo as duas últimas jogadas, sendo a terceira descida marcada como intentional grounding por conta da arbitragem. Ao todo, Newton foi sackado quatro vezes na partida – duas no último quarto.

Cam teve seus melhores números em pós-temporada desde a Final da Conferência Nacional de 2015: 349 jardas passadas – segundo jogo da carreira com pelo menos 300.

Em casa, Brees vence sexta partida seguida nos

Do outro lado, Drew Brees foi o Super Trunfo que o New Orleans Saints precisava. Durante toda a temporada, Alvin Kamara e Mark Ingram Jr foram os destaques ofensivos do time. Com os dois running backs jogando uma partida aquém de outras nesta temporada, coube a Brees fazer o que se esperava dele.



O grande destaque para o quarterback dos Saints foi contra a blitz. Os Panthers usaram e abusaram da pressão com cinco ou mais homens e Brees constantemente os queimou. Foram 17 passes nessas situações e apenas um sack – ainda, dois passes para  e 16,2 jardas por tentativa. Drew Brees mostrou mais uma vez que tem o release mais rápido da NFL. Além do camisa 9, Michael Thomas apareceu muito bem: foi “o cara” de Drew Brees quando os Panthers mandavam blitz. Brees passou seis vezes em sua direção e ele teve cinco recepções (108 jardas) se contadas essas situações.

Recap de Bills e Jaguars, exclusivo de nossos sócios: Defesa dos Jaguars mostra sua força e anula Tyrod Taylor

Com a vitória, o New Orleans Saints agora deixa o Superdome – ao menos, momentaneamente. Enfrenta o Minnesota Vikings no Divisional Round no que promete ser o melhor jogo da próxima rodada da pós-temporada (Domingo, 19:30). Em caso de vitória e caso os Falcons vençam os Eagles (o que é plenamente possível dado que Philadelphia joga com Nick Foles), a final da Conferência Nacional pode ser em New Orleans.

Recaps do Wild Card Round:
16 pontos atrás, Mariota mostra-se líder: Titans viram e eliminam Chiefs
Falcons colocam ponto final na ótima temporada dos Rams

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Textos Exclusivos do ProClub, Assine!
Jon Gruden: o brilho da prata ou a ausência de luz do preto?
11 times que podem escolher um cedo no próximo Draft
Ron Rivera, Jerry Richardson e a relação patrão/empregado na NFL
Não existe explicação plausível para os Bengals renovarem com Marvin Lewis
Cousins, Garoppolo & Brees: Os 30 free agents em 2018