Uma senha sera enviada para seu e-mail

Faltando apenas cinco semanas para o término da temporada regular, o cenário geral da disputa pelos playoffs está mais do que claro. Já sabemos quem está brigando de fato pelo título divisional, pelas vagas na repescagem e, por outro lado, quem já está com a cabeça em 2018, seja por ter sido eliminado matematicamente ou por ter chances remotíssimas de classificação.

Também somos capazes de fazer algumas projeções simples, embora a infinidade de combinações de resultados ainda possíveis torne as coisas complexas nesse sentido. Em todo o caso, podemos pelo menos apontar quais devem ser os confrontos chaves daqui até o final da temporada regular, ou seja, os duelos com maiores implicações na definição do mata-mata.

Deste modo, preparamos um texto explicando resumidamente a situação de cada uma das 32 franquias da liga. Como você verá abaixo, apenas um time pode garantir matematicamente um lugar nos playoffs durante a semana 13, mas, em compensação, vários outros estão com a vaga bem encaminhada.

Separamos as equipes da NFC e AFC e as ordenamos de acordo com a atual classificação intraconferência (o chamado seed). Lembrando que as seis vagas nos playoffs de cada conferência são preenchidas, respectivamente, pelos quatro campeões de divisão e as duas franquias restantes com melhor campanha (os Wild Cards).



Conferência Americana

-Classificados Matematicamente:

Ninguém

-No topo da briga (em parênteses temos o record das equipes):

1. Pittsburgh Steelers (9-2):

Pittsburgh enfrenta nas duas próximas semanas Bengals e Ravens, sendo que duas vitórias, ou uma vitória e um empate diante de Baltimore, já garantirão matematicamente o título de divisão e a vaga na pós-temporada com três rodadas de antecedência. Duas derrotas, por outro lado, podem colocar fogo na disputa.

Seja como for, o título da AFC North, por ora, está bem encaminhando para os Steelers e eles podem se dar ao luxo de sonhar com algo mais, como a melhor campanha da Conferência. Explicamos logo aí em baixo em que pé está a briga com os Patriots.

2. New England Patriots (9-2):

Mesmo se derrotar os Bills no domingo, New England ainda não garante o título de divisão, pois, em teoria, poderia ser ultrapassado caso perdesse os últimos quatro jogos da temporada e Buffalo ganhasse seus quatro compromissos. Contudo, vamos combinar que uma vitória dos Patriots já fecha o caixão da AFC East.

Nesse caso, a franquia só teria que se preocupar mesmo em conseguir o seed #1 da conferência. Hoje, ela fica atrás de Pittsburgh por conta da força do calendário (.449 contra .469 dos Steelers) Isso, porém, pode mudar na semana 15, quando as duas equipes se enfrentam. Quem vencer provavelmente terá a melhor campanha da AFC e a home-field advantage durante todo o mata-mata.

3. Tennessee Titans (7-4):

Tennessee está literalmente em uma disputa cabeça à cabeça com os Jaguars pela coroa da AFC South. Ambos estão 7-4, mas os Titans levam vantagem no confronto direto (eles venceram Jacksonville na semana 2). Os dois times se enfrentarão de novo na semana 17, em uma partida que deve funcionar praticamente como uma final de divisão. O vencedor leva tudo, enquanto o perdedor dependerá do Wild Card.

4. Kansas City Chiefs (6-5):

Kansas City está em queda livre e agora só possui uma vantagem de uma vitória sobre Raiders e Chargers. Os Chiefs enfrentarão ambos respectivamente nas semanas 14 e 15. É importante lembrar que eles anteriormente perderam para Oakland e venceram Los Angeles, pois o confronto direto é o primeiro critério de desempate em caso de igualdade dentro da divisão.

5. Jacksonville Jaguars (7-4):

Não há muito o que acrescentar além do que falamos logo acima sobre os Titans. A situação é basicamente igual. De toda forma, no médio prazo a campanha dos Jaguars parece se sustentar mais.

6. Baltimore Ravens (6-5):

Baltimore tem uma chance muito maior de chegar aos playoffs via Wild Card do que vencendo a divisão, então é bom eles se apegarem a isso. Por ora, os Ravens estão na frente dos Bills por causa da campanha contra oponentes da mesma conferência (5-3 contra 4-3). Ademais, o confronto direto com Cincinnati na semana 17 também pode ser decisivo.

Na Briga pelo Wild Card da AFC:

7. Buffalo Bills (6-5):

Assim como ocorre com Baltimore, Buffalo precisa ter em mente que o caminho mais fácil para os playoffs é pelo Wild Card, embora eles ainda enfrentem New England duas vezes, o que torna uma arrancada rumo ao título de divisão possível no papel. Entretanto, o campeonato dos Bills é contra Ravens, Jaguars, Titans, Bengals etc. na disputa pela repescagem. Nessa briga eles têm mais chance de sucesso.

8. Cincinnati Bengals (5-6):

Cincinnati é quem corre por fora na briga que citamos acima, mas a pouca diferença em relação a Baltimore e Buffalo é o que os mantêm vivos na disputa (fora o confronto direto com os Ravens). Os Bengals levam vantagem sobre Los Angeles por conta da campanha dentro da conferência (5-5 contra 3-5 dos Chargers)

9. Los Angeles Chargers (5-6):

Los Angeles está na frente de Oakland graças à vantagem no confronto direto (vitória na semana 6). Ambos, contudo, estão vivos na disputa pelo título da AFC West e não muito longe da corrida pelo Wild Card. Ademais, os Chargers ainda visitarão os Chiefs (semana 15) e receberão os Raiders (semana 17).

10. Oakland Raiders (5-6):

Acabamos tratando bastante dos Raiders ao falar dos Chiefs e Chargers, então não há muito o que acrescentar de novo por aqui. A situação de Oakland, em si, é similar a de Los Angeles.

-Praticamente eliminados:

Nesta seção temos alguns times que ainda possuem remotas chances matemáticas de ir aos playoffs, contudo precisam de combinações de resultados tão mirabolantes que fica até difícil fazer projeções. Em suma, eles devem vencer todos os jogos e torcer para todo mundo que está na frente perder. Não vamos nos estender mais do que isso.

11. New York Jets (4-7):

Embora Jets, Dolphins e Texans estejam só duas vitórias atrás do primeiro time classificado aos playoffs via Wild Card, a realidade do trio é bem mais complicada do que essa matemática simples indica à primeira vista. Ele já são cartas fora do baralho, sobretudo por conta do fraco desempenho dentro de campo.

12. Miami Dolphins (4-7):

Miami está atrás dos Jets porque possui uma campanha pior dentro da divisão (1-2 contra 2-3 de New York). Por outro lado, fica na frente de Houston graças a um retrospecto melhor dentro da conferência (3-4 contra 3-5).

13. Houston Texans (4-7):

A derrota contra Baltimore no último Monday Night Football praticamente enterrou qualquer ambição de Houston em 2017. Sem Deshaun Watson, J.J. Watt e Whitney Mercilus, não tem como confiar.

14. Indianapolis Colts (3-8):

Indianapolis está na frente de Denver por possuir uma campanha menos pior contra oponentes de AFC (2-5 contra 2-6 dos Broncos). Não que valha alguma, porém é importante para definir a ordem do Draft.

15. Denver Broncos (3-8):

Três vitórias atrás do líder da divisão não é tanto assim, mas vocês estão vendo como os Broncos estão jogando?

-Eliminados matematicamente:

16. Cleveland Browns (0-11):
Feliz 2018, Browns.



ProClub: Mais playoffs em nosso podcast exclusivo de sócios

Conferência Nacional

-Classificados Matematicamente:

Ninguém. Mas os Eagles estão quase lá.

-Na Briga:

1. Philadelphia Eagles (10-1):

Philadelphia é a única franquia que pode assegurar o título de divisão e um lugar nos playoffs já na semana 13. Para isso, basta vencer ou empatar com Seattle no próximo Sunday Night Football.

2. Minnesota Vikings (9-2):

Minnesota está bem tranquilo na liderança da NFC North, embora eles tenham uma sequência dura nas duas próximas semana (Atlanta e Carolina fora de casa). Além das três vitórias de vantagem sobre Detroit, os Vikings também possuem uma campanha 3-1 contra oponentes de divisão e já enfrentaram duas vezes os Lions, ou seja, não há mais confrontos diretos para diminuir a diferença.

A franquia está com a faca e o queijo na mão para levar a divisão, podendo começar a fazer projeções pelo seed #1 da conferência. Entretanto, ainda não dá para garantir matematicamente o título divisional na semana 13, pois, mesmo que ela vença e Detroit perca, é possível para os Lions ficarem na frente nos critérios de desempate caso os dois eventualmente terminem o ano 10-6.

3. Los Angeles Rams (8-3):

A disputa pelo trono da NFC West está basicamente entre Rams e Seahawks, então o que vai acabar definindo o campeão é o confronto direto entre ambos. Los Angeles já perdeu uma vez para Seattle e terá a chance de se vingar na semana 15. Uma nova derrota, porém, pode complicar muito a vida do time, afinal o confronto direto é principal critério de desempate em caso de igualdade dentro da divisão.

Seja como for, mesmo que o pior aconteça diante de Seattle, os Rams estão bem posicionados para conseguir uma vaga no mata-mata pelo Wild Card. Nesse caso, vale dizer que eles ficam na frente dos Saints por conta da vitória no confronto direto.

4. New Orleans Saints (8-3):

Hoje, New Orleans está na frente de Carolina porque leva vantagem no confronto direto (vitória na semana 3), porém isso não significa muita coisa, já que a franquia enfrentará Panthers e Falcons (duas vezes) nas próximas quatro semanas. A situação dos Saints e da NFC South é bem simples de entender e não precisa de muitas explicações: tudo será resolvido dentro de campo, as equipes se matarão entre si e o sobrevivente leva o título de divisão. Os derrotados, por sua vez, dependerão da sorte no Wild Card.

5. Carolina Panthers (8-3):

Os Panthers visitarão Saints (semana 13) e Falcons (semana 17). Lembrando que eles perderam de New Orleans, mas em compensação já venceram Atlanta.

6. Atlanta Falcons (7-4):

Já falamos quase tudo o que tínhamos para falar de Atlanta nos parágrafos sobre Saints e Panthers. Uma última informação valiosa a ser mencionada é que os Falcons levam vantagem sobre Seattle no confronto direto, o que pode ser importante para fins de Wild Card, caso ambos os times terminem empatados como estão agora.



Na briga pelo Wild Card da NFC

7. Seattle Seahawks (7-4):

Também já acabamos tratando indiretamente da situação dos Seahawks aí em cima, logo não há muito mais o que acrescentar – leia aqui mais sobre. Talvez o mais importante seja os duelos contra Cowboys e Cardinals nas semanas 16 e 17, duas equipes que ainda sonham com playoffs, sobretudo através do Wild Card, então podem ser obstáculos no caminho de Seattle. Entretanto, é possível que Dallas e Arizona tenham saído da briga pela pós-temporada até lá.

8. Detroit Lions (6-5):

Como está bem distante dos Vikings na NFC North, o caminho mais curto para Detroit chegar aos playoffs é via Wild Card. O problema é que o time saiu derrotado nos confrontos diretos que fez diante de Falcons, Saints e Panthers, portanto não pode terminar com o mesmo record de nenhuma destas franquias, já que perderá no primeiro critério de desempate. E adivinha só quais são hoje as equipes mais fortes na briga pelo Wild Card? Falcons, Saints e Panthers. É, a vida dos Lions não está fácil.

9. Dallas Cowboys (6-6):

A vitória sobre Washington deu uma sobrevida aos Cowboys, mas não se engane, eles ainda respiram por aparelhos. Título de divisão é praticamente impossível, então o jeito é sonhar com Wild Card. A questão é que Dallas já perdeu para Rams e Falcons, dois possíveis adversários diretos pelas vagas na repescagem. Em suma, a equipe precisa vencer todos os seus próximos compromissos para ter qualquer chance de playoff, incluindo um confronto direto com Seattle na semana 16.

10. Green Bay Packers (5-6):

Chegamos, enfim, na região das franquias com cinco vitórias. Se a situação dos Cowboys já é delicada, imagine desses times. Encurtando a história, basta dizer que os Packers precisam vencer todo mundo, atingir um record 10-6 e, provavelmente, superar os oponentes nos critérios de desempate para brigar pelo Wild Card (título de divisão não é uma realidade). Eles já ganharam dos Seahawks e ainda vão jogar contra os Panthers, mas em compensação foram derrotas por Falcons, Saints e Lions.

11. Arizona Cardinals (5-6):

Colocamos Arizona aqui só para manter a coerência em relação as equipes com cinco vitórias, mas as chances de classificação do time aos playoffs são bastante remotas. Eles estão atrás dos Packers por conta da campanha contra adversários de conferência. Além disso, dentro da divisão, já perderam uma vez para Rams e Seahawks – os outros confrontos ocorrerão respectivamente nas semanas 13 e 17. Por fim, não custa lembrar que eles estão com Blaine Gabbert under center. São muitos obstáculos a serem superados em pouco tempo.

-Praticamente eliminados:

12. Washington Redskins (5-7):

A derrota diante de Dallas no Thursday Night Football foi uma verdadeira pá de cal na temporada de Washington. O time já não tem chances matemáticas de conquistar o título divisional e ficou muito distante da briga pelo Wild Card. Mesmo que vença todos os seus jogos restantes, os Redskins terão no máximo um record 9-7, o que não deve ser suficiente para chegar à pós-temporada na NFC.

13. Tampa Bay Buccaneers (4-7):

A franquia teve o azar de disputar a divisão atualmente mais competitiva da liga. Com New Orleans, Carolina e Atlanta voando baixo, não deu para os Buccaneers em 2017. Agora é tarde para tentar tirar a diferença, mesmo com Tampa Bay enfrentando os três adversários de divisão entre as semanas 15 e 17.

14. Chicago Bears (3-8):

Chicago ainda não está matematicamente eliminado, mas precisa que uma verdadeira hecatombe aconteça com todo mundo à sua frente para ir playoffs. Pior do que isso, precisará também vencer todas suas partidas.



-Eliminados matematicamente:

15. New York Giants (2-9): Feliz 2018, Giants.

16. San Francisco 49ers (1-10): Feliz 2018, 49ers.

Mais Semana 13:
Retorno segue incerto, mas Aaron Rodgers voltou a treinar neste sábado
Rumo aos playoffs, Eagles renovam com Alshon Jeffery por 4 anos
Guia da Semana: Valendo a liderança da NFC South, Panthers visitam os Saints
Mesmo desfalcado, Seattle Seahawks não pode ser descartado da briga pelos playoffs
Transmissões da NFL na TV | ESPN, Semana 13
Jimmy Garoppolo será titular dos 49ers na Semana 13

Comentários? Feedback? Siga-me no Twitter em @MoralezPFB, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

“RODAPE"