Uma senha sera enviada para seu e-mail

Aparentemente o Papai Noel resolveu passar duas vezes em Pittsburgh em 2016 – primeiro na noite do dia 24 e depois na tarde do dia 25 de dezembro. Pelo menos essa deve ser a sensação entre os torcedores dos Steelers, afinal não é sempre que o seu time conquista uma vitória espetacular de virada nos últimos segundos e, de quebra, ainda destrói a temporada do maior desafeto.

Conhecido por ser um dos duelos com mais rivalidade da NFL, a partida deste domingo entre Steelers e Ravens tinha um outro ingrediente especial: valia diretamente o título de divisão e uma vaga nos playoffs. A expectativa por um grande jogo foi imensa ao longo de toda a semana e no final ninguém se decepcionou. Após várias trocas de liderança no placar, belas jogadas e muita emoção, Pittsburgh anotou seu touchdown da vitória a 14 segundos do fim e ganhou por 31 a 27.

Seguindo a tendência esportiva mundial de trincas ofensivas com siglas famosas, a franquia contou com uma atuação de gala do trio “BBB” (Big Ben, Brown e Bell) no último quarto para vencer. Os três ficaram sumidos, controlados pela defesa adversária, durante os primeiros 45 minutos do confronto, inclusive com Roethlisberger lançando duas interceptações que colocaram Pittsburgh em um buraco de 20 a 10 ao início do quarto derradeiro. Contudo, eles apareceram no momento mais decisivo.

Le’Veon Bell e Antonio Brown combinaram para 22 toques na bola e 112 jardas nos três primeiros quartos. No último, somaram 11 toques, 121 jardas e três touchdowns. O running back entrou na end zone em duas posses consecutivas, primeiro correndo com a bola e depois recebendo um passe. Bell ultrapassou a marca das 100 jardas totais (122 terrestres e 15 aéreas) pela 11ª vez no ano – ele jogou 12 partidas. O wide receiver, por sua vez, recebeu 10 dos 11 lançamentos em sua direção para 96 jardas e um touchdown – nos últimos 15 minutos, foram seis recepções e 73 jardas.

Big Ben também conseguiu se recuperar dos turnovers. Na campanha final do jogo, marchou 75 jardas pelo campo em 1:09 minuto, completando todos os oito passes que tentou. O último lançamento encontrou Brown na linha de uma jarda. O wide receiver, então, quebrou um tackle e esticou a bola para que ela cruzasse o plano de goal. Curiosamente, esta foi a única jarda após o contato que ele conseguiu em todas as suas 12 recepções para touchdown em 2016. A jarda que deu o título da AFC North a Pittsburgh.

Além disso, Brown estabeleceu dois recordes importantes no domingo. Ele e Ben Roethlisberger transformaram-se na dupla de wide receiver e quarterback mais prolífica da imensa história dos Steelers (50 touchdowns), superando Lynn Swann e Terry Bradshaw. Brown também tornou-se apenas o segundo jogador de todos os tempos a conseguir mais de 100 recepções em quatro temporadas seguidas, empatando o feito de Marvin Harrison (1999-2002).

A derrota diante de Pittsburgh e a vitória de Miami no sábado acabaram com qualquer chance de pós-temporada de Baltimore (8-7). Já os Steelers (10-5) conquistaram o 22º título divisional de sua história e se juntaram a Patriots, Raiders, Chiefs, Dolphins e Texans nos playoffs da Conferência Americana. Com a atual 3ª melhor campanha da AFC, a equipe ainda não tem seu adversário definido, mas hoje enfrentaria Miami na rodada de wild card.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @profootballbr e curta-nos no Facebook.