Uma senha sera enviada para seu e-mail

Ele queria 10 milhões. Vai ter que se contentar com menos, ou então, como escrevi anteriormente, nenhum time iria arriscar. O New Orleans Saints assinou contrato com Adrian Peterson por dois anos – o total do contrato seria de 7 milhões de dólares. Entretanto, apenas metade é garantida: 3,5 milhões no primeiro ano (2017). Isso quer dizer que, se AP for mal nesta temporada, os Saints podem cortá-lo em março do ano que vem sem ter que pagar os 3,5 restantes (daí a palavra “garantido” ser tão importante).

“Estou empolgado em me juntar ao New Orleans Saints”, disse Peterson. “Eu realmente estou empolgado com esta oportunidade. Mais importante do que isso, eu escolhi este time porque fez sentido com meu espírito. Adicionalmente, minha esposa e família adicionaram sua confirmação com os mesmos sentimentos. No ataque, não preciso dizer que os Saints são realmente sólidos com Drew Brees. Eu creio que minhas habilidades podem fazê-los ainda mais dominantes como unidade”, completou.

Ainda, Peterson fez declarações sobre a linha ofensiva de New Orleans. Como se sabe, a linha dos Vikings desapontou na temporada passada. “Eles têm uma ótima linha ofensiva, o que é algo que se destacou para mim”, relatou Adrian. O ex-Vikings terá um salário-médio (3,5 M) inferior a Mark Ingram, o qual no papel é o corredor titular deste time. Ainda, o salário de AP é, em média, apenas o 22º da NFL – atrás de nomes como Frank Gore (4M), Theo Riddick (3,85 M), Bilal Powell (3,75 M) e Ryan Mathews (3,6 M). Ou seja: se Peterson não se machucar, foi uma barganha.

Já na primeira semana, Adrian Peterson voltará a Minnesota. Não com uniforme roxo, mas em preto e dourado. O New Orleans Saints visita o US Bank para jogar contra o Minnesota Vikings. A partida será o primeiro Monday Night Football do ano – e tinha como apelo ser a reprise da final da Conferência Nacional em 2009. Agora, pode ser palco para a primeira “Lei do Ex” da temporada.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.