Uma senha sera enviada para seu e-mail

Duas vezes eleito como Treinador do Ano, Bruce Arians se aposentou como head coach aoício desta semana. Aos 75 anos, Arians estava trabalhando em comissões técnicas desde os anos 1970 – com destaque para os dois títulos de Super Bowl que ganhou como assistente em Pittsburgh.

Fora o trabalho como head coach em Arizona e a assistência nos Steelers, Arians foi também o primeiro treinador de quarterbacks da carreira de Peyton Manning – cujas interessantes histórias ele conta no livro The Quarterback Whisperer, disponível para venda em nossa loja.

“Obrigado demais… Melhores fãs com quem já estive. Os Steelers recebem todo esse apreço, mas ao ver o Sea of Red em jogos fora de casa, foi ótimo ver os caras e as garotas em lugares como Seattle… Temos uma base de fãs tão boa aqui…. Confiem na diretoria, eles conseguirão um ótimo treinador. E seu time é bom… Seu time é realmente bom. Foi uma honra fazer parte disso tudo”, disse Arians, que ao final falou sobre sua fundação.

Além de Manning e Ben Roethlisberger, Andrew Luck passou pelas mãos de Arians em 2012, ano de calouro do quarterback do Indianapolis Colts. Naquele ano, Chuck Pagano se afastou para tratar de um câncer e Arians assumiu o time como interino. Foi o bastante para levar os Colts aos playoffs e fazer com que Bruce tivesse sua primeira chance como head coach na NFL. Nesse sentido, com a demissão de Pagano, existia até a especulação que Arians pudesse voltar para Indianapolis – o que não vai se concretizar.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

“RODAPE"