Uma senha sera enviada para seu e-mail

Foram 30 minutos de coletiva. Sashi Brown, o imperador do Moneyball, foi sabatinado por representantes de vários veículos de imprensa. Sashi não revelou todos os planos dos Browns no próximo Draft. Veremos algo ousado? Veremos mais “Draft Day”? Brown quer ser Kevin Costner? As perguntas foram e vieram – respostas, nem tanto. O principal executivo da diretoria de Cleveland foi intencionalmente vago em várias respostas – menos em uma.

Perguntado se os Browns trocariam a primeira escolha geral do Draft 2017 por um quarterback veterano (hello, Garoppolo), Sashi foi categórico: não. Seus comentários parecem colocar fim à boataria que tomou conta do First Energy Stadium nos últimos meses. Seja com A.J. McCarron ou com Jimmy Garoppolo, a especulação é que o Cleveland Browns poderia trocar a chance de draftar primeiro do que todos no próximo dia 27. Não irão, aparentemente. “Estamos planejando (trocar)? Não”, completou Sashi.

Com isso, é praticamente certo que os Browns possam unir a fome e a vontade de comer. Isto é: preencher uma lacuna no elenco (a linha defensiva) e escolher o melhor prospecto disponível. No caso, Myles Garrett, outside linebacker de Texas A&M. Rotulado como “o novo Von Miller” – até por ter jogado na mesma universidade do pass rusher dos Broncos – Garrett pareceu cativar a diretoria de Cleveland. “Aprendemos muito sobre ele, o que o motiva, o que ele faz em seu tempo livre, o que ele faz com seus colegas de time. Ele é um jovem muito bacana, brilhante. Seja o time que o escolher, estará orgulhoso”, disse Sashi Brown sobre Myles.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.