Uma senha sera enviada para seu e-mail

Um dos destaques da classe de 2014 dos wide receivers – talvez a mais prolífica da posição em anos – Mike Evans tem um novo contrato. O recebedor assinou hoje com o Tampa Bay Buccaneers por cinco anos e 82,5 milhões.  A parte que importa desse contrato, claro, é o dinheiro garantido: 55 milhões, de acordo com múltiplas fontes.

Evans teve pelo menos 1000 jardas recebidas em cada uma de suas quatro primeiras temporadas na NFL – e a marca costuma ser um bom termômetro de produtividade para wide receivers – mesmo jogando em times que acabaram desapontando em Tampa Bay. Além disso, o jogador tem apenas 24 anos – é bastante possível que ele jogue todo o novo contrato em alto nível, uma vez que nunca teve problemas sérios de lesão: jogou 15 jogos, ao menos, em todas suas temporadas.

Originalmente, ele jogaria a temporada de 2018 na “opção de quinto ano”, possibilidade dada às franquias para jogadores escolhidos na primeira rodada – o salário seria de 13,2 milhões.

Com isso, o recebedor está sob contrato para, ao menos, a temporada 2023 – com média de 16,5 milhões por ano. Sétima escolha geral do Draft de 2014 e um dos principais responsáveis pelo hype em cima de Johnny Manziel naquele ano (era seu recebedor preferido em Texas A&M), Evans é o primeiro recebedor escolhido na primeira rodada de 2014 que “quebra a banca”.

Ok, e o que isso me importa ?

É, algum leitor vai pensar isso. Qual a importância dessa notícia? “Não tô nem ai”. Ah, mas você deveria estar. Os contratos de DeAndre Hopkins e Mike Evans, dois outros excelentes jogadores jovens, estabelecem novas “barras” para futuras negociações de jogadores da posição.

Adivinha quem está para renovar seu contrato? Odell Beckham Jr, também escolhido no Draft de 2014. Odell teria dito que queria uma média de 20 milhões de dólares por ano. O contrato de Evans complica isso – é de 16,5 de média. O de Hopkins, 16,2. Por mais famoso, querido, amado e produtivo que Odell seja, não é como se o camisa 13 dos Giants fosse 4 milhões de dólares melhor do que Evans e Hopkins.

As negociações entre Beckham Jr e os Giants, portanto, não serão nada tranquilas. Até porque os contratos “paralelos” de jogadores com produção/valor parecidos são levados em conta. Então será AQUELE cabo-de-guerra para sabermos quanto os Giants vão desembolsar no contrato futuro.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Em abril, teremos um curso/workshop que tratará sobre tudo o que você precisa saber sobre o Draft da NFL. Veja mais detalhes aqui.

Textos Exclusivos do ProClub:
Free Agency 2018: Top 100 melhores jogadores no mercado
Lista: Necessidades, por posição, para os 32 times da NFL (Draft e Free Agency)
Uma movimentação que cada franquia da AFC deveria fazer na Free Agency
O que esperar de Matt Nagy no Chicago Bears?
Uma movimentação que cada franquia da NFC deveria fazer na Free Agency
Mike Glennon e a duração do contrato na NFL: como ler corretamente
Será que os Packers finalmente serão agressivos na free agency?
Franchise Tag: Veja quem já recebeu e quem ainda pode receber