Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Cincinnati Bengals já pode começar a pensar em 2019. Na última partida, diante do Denver Broncos, a equipe perdeu em casa e agora está com cinco vitórias e sete derrotas. A pós-temporada é um sonho utópico, e ficou ainda mais distante com a confirmação de que A.J. Green não volta mais em 2018.

Diante dos Broncos, o wide retornou ao time após três jogos de ausência — devido a uma lesão no dedo do pé. No entanto, Green ficou em campo por apenas 17 jogadas ofensivas dos Bengals, e precisou ser substituído.


“STEELERS"

Como resultado, os médicos chegaram a conclusão de que Green precisa de uma cirurgia para reparar os ligamentos do dedo do pé. O tempo de reabilitação da contusão varia entre três a quatro meses, o que automaticamente tira o jogador desta temporada.

Em nove jogos, Green termina seu 2018 com 46 recepções, seis touchdowns e 694 jardas totais. O jogador de 30 anos tem contrato garantido por mais uma temporada, no entanto, há uma cláusula que pode o fazer sair de Cincinnati na próxima intertemporada.

Com a lesão de Green, o departamento médico dos Bengals ganha mais um membro. A equipe já não conta com peças importantes como Andy Dalton, Tyler Eifert, Tyler Krooft e outros.