Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Philadelphia Eagles melhorou ainda mais seu jogo terrestre nesta manhã, trocando para o Miami Dolphins uma escolha de quarta rodada no Draft de 2018 pelo running back Jay Ajayi.

A melhor campanha do campeonato não está satisfeita: continua tentando melhorar o time. Dois anos depois de ter terra arrasada pelas peripécias de Chip Kelly como general manager, os Eagles têm o favoritismo na Conferência Nacional e conseguiram uma troca maravilhosa.

Neste ano, Ajayi não está jogando tão bem como em 2016. São 465 jardas corridas e 3,4 jardas por carregada – números ruins, ainda mais se lembrarmos que ele não tem touchdowns em 2017. “Nunca bloqueamos o cara certo, eu nem sei quem temos (como running back). Temos que arrumar isso”, disse Adam Gase, treinador dos Dolphins. No ano passado, Ajayi teve três jogos para mais de 200 jardas corridas – igualando-se a Earl Campbell, O.J. Simpson e Tiki Barber para mais jogos com essa estatística numa única temporada.

Confira aqui o índice completo de nossa cobertura da Deadline das Trocas em 2017

Embora tenha apenas 465 jardas em oito semanas – lembrando que os Dolphins já folgaram, então são sete jogos – Ajayi teve jogos para 122 e 130 jardas terrestres neste ano.

De toda forma, sua chegada não precisa de consistência imediata na Philadelphia: ele será usado de forma diferente. LeGarrette Blount, que tem bons números na temporada mas vem de dois jogos ruins, deve ser o running back de descidas mais pesadas – 3rd and 1, por exemplo – e na red zone. Ajayi pode ser bem utilizado para corridas laterais e terceiras descidas mais longas, por exemplo. “Pelo meu ponto de vista, você não quer mexer com a química de vestiário agora, tem que ser o cara certo (chegando via troca)”, disse Doug Pederson, técnico dos Eagles.




Mais trocas? Veja aqui quais ainda podem acontecer

Com Ajayi e Blount, os Eagles ficam ainda mais favoritos na Conferência Nacional? Lembrando que são os únicos com apenas uma derrota, vinda ante os Chiefs fora de casa – num confronto de “ex”, vide que o técnico, Doug Pederson, era coordenador ofensivo em Kansas City.

Mais textos da Deadline de trocas:
8 grandes trocas que fazem sentido até o fechamento da janela
Seahawks buscam ajuda para Wilson e trocam pelo OT Duane Brown
Patriots trocam Jimmy Garoppolo para os 49ers por uma escolha de 2ª rodada do Draft de 2018

“RODAPE"
Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.