Uma senha sera enviada para seu e-mail

Sabe aquela frase do Batman, ou melhor, do Duas Caras? “Ou você morre como herói ou vive o bastante para se tornar o vilão”? Bom, essa é a história em voga nesta manhã. Malcolm Butler, outrora herói do Super Bowl XLIX na interceptação derradeira sobre Russell Wilson, não jogou nenhum snap defensivo no Super Bowl LII.

Imediatamente após o jogo, Butler não quis dar muitos detalhes sobre o porquê de não ter jogado. “Não tenho nada a dizer”, disse o cornerback aos repórteres ainda no vestiário. No caminho para o ônibus do time, Malcolm foi mais incisivo.

“Eles [os Patriots] desistiram de mim. F***-se. É o que é”, disse Butler ao repórter da ESPN americana, Mike Reiss. “Não quero saber o que aconteceu, acho que eu não estava jogando bem ou eles não se sentiram confortáveis, não sei… Mas eu poderia ter mudado esse jogo”, completou.

“patriots"

Butler entrou em campo em jogadas de time de especialistas, mas em nenhuma jogada alinhado como cornerback, na defesa. Stephon Gilmore, Eric Rowe e Johnson Bademosi foram os principais corners do time na partida. Rowe, que atuou como substituto imediato de Butler durante o jogo, disse que o plano não foi oficial até momentos antes do início da partida.

Leia também: Em Super Bowl emocionante, Eagles triunfam e são campeões pela primeira vez

Bill Belichick foi questionado pela imprensa acerca da decisão. O técnico dos Patriots, famoso por não entregar muito sobre o que acontece dentro do vestiário patriota, falou mais de seu mesmo. “Colocamos os melhores jogadores em campo de acordo com o plano de jogo e esse plano de hoje era o que pensávamos ser o melhor, como sempre fazemos”, disse. Ao ser perguntado se Butler ficou fora da defesa por motivos disciplinares, Belichick negou.

Tudo indica que o Super Bowl LII foi a última partida de Malcolm Butler com o uniforme do New England Patriots. Depois de Belichick não lhe colocar em campo por nenhuma jogada na defesa, a intenção parece ser de não renovar seu contrato – ele será free agent irrestrito em março. E mesmo que os Patriots quisessem renovar, não parece mais haver clima para sua permanência no Gillette Stadium.



Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

Textos Exclusivos do ProClub, Assine! 

Aaron Donald como jogador defensivo do ano: os motivos que fazem isso ser justo
Antonio Brown poderia facilmente ser eleito o jogador ofensivo do ano
Os 10 melhores Super Bowls de todos os tempos
Jared Goff: a grata surpresa do ano de 2017

A garantia de Joe Namath no Super Bowl III