Uma senha sera enviada para seu e-mail

Uma lesão catastrófica às vésperas da temporada que poderia ser a definitiva para marcar a carreira de Teddy Bridgewater como um dos bons jovens quarterbacks da NFL. Assim pode ser descrito o lance em que Teddy, escolha de primeira rodada no Draft de 2014, viu seu futuro na NFL ficar comprometido. Após a lesão, os Vikings tiveram que mandar uma escolha de primeira rodada para os Eagles – para que, as pressas, pudessem ter uma chance com Sam Bradford.

Bradford foi o menor dos problemas de Minnesota na temporada passada. Em realidade, ante os problemas no jogo terrestre e na linha ofensiva, Sam até que fez um bom trabalho. Enquanto isso, Teddy vinha tentando recuperar seu joelho. Ainda está, na verdade.

Ante esse panorama, o Minnesota Vikings decidiu não ativar a opção contratual de quinto ano para Bridgewater, outrora seu quase certo franchise quarterback. É a decisão certa.

Primeiro porque seriam mais 12 milhões de dólares comprometidos. E, segundo, porque se ele não sair da PUP em 2017 (lista de jogadores inaptos a jogar), o contrato de calouro ganha um sexto ano por conta da lesão. Ou seja: se ele estiver machucado neste ano, os Vikings ainda terão um ano extra. Se ele voltar e não estiver bem, Minnesota não precisa comprometer mais capital num jogador que não rende mais. Vale lembrar, 2017 o último ano de contrato de Sam Bradford.

É triste falar assim. Meio seco e frio, é bem verdade. Mas infelizmente o quarterback é a posição mais importante do time. E para uma defesa como a dos Vikings, é importante ter um saudável. Muitas vezes a principal habilidade é a disponibilidade.

Sammy Watkins também não tem a opção contratual ativada

Outro talentoso jogador da classe de 2014 que tem seu futuro um pouco comprometido com o time que lhe draftou é Sammy Watkins, wide receiver.

Watkins é indiscutivelmente um jogador talentoso – mas apenas quando saudável. Coisa que, infelizmente, não fica já há algum tempo. Sammy teve apenas sua temporada de calouro com 16 partidas – em 2015, jogou 13 jogos, no ano passado, só oito.

“Sammy e eu tivemos algumas conversas sobre isso. Não há dúvidas de que ele é um ótimo jogador e ele trabalhou duro na recuperação nesta intertemporada. Estamos ansiosos para ver ele em campo neste ano” disse o novo treinador dos Bills, Sam McDermott.

Vale lembrar, Watkins foi escolha no topo da primeira rodada. Os Bills trocaram a nona escolha pela quarta e mais uma escolha de primeira rodada e uma de quarta no Draft de 2015. Para deixar o torcedor dos Bills ainda mais chateados, Odell Beckham Jr. afoi escolhido justamente depois da nona escolha de 2014 (na 12a).

Além dos dois, Kyle Fuller, Calvin Pryor e Marcus Smith não tiveram a opção ativada. Nomes sólidos daquele ano, como Odell Beckham Jr, Aaron Donald, Khalil Mack e Jadeveon Clowney, tiveram. Jogadores que levantam alguns questionamentos, como Kelvin Benjamin (WR, Carolina) e Blake Bortles (QB, Jacksonville), também.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.