Uma senha sera enviada para seu e-mail

Em tempos de remodelagem do elenco, o Seattle Seahawks precisa de Russell Wilson mais do que nunca e a responsabilidade no quarterback da equipe é gigantesca. E o treinador Pete Carroll não faz questão de esconder isso. Após a derrota na primeira semana da temporada diante dos Broncos, Carroll reconheceu que Wilson necessita jogar melhor.

“O foco sempre acaba voltando para o quarterback, não tem como fugir disso”, disse Carroll para o programa da 710 ESPN Seattle. “Russ precisa jogar melhor do que ele fez contra Denver, e nós precisamos de ajudá-lo mais.”

Seattle ficou bem próximo da vitória no último quarto, quando o placar esteve 27 a 24 por mais de 10 minutos restantes. No entanto, nos últimos três drives do jogo os Seahawks não conseguiram pontuar e Wilson foi interceptado na última chance que a equipe teve.

“Ele foi muito atingido nessa rodada, ao todo foram seis sacks. E poderia ter sido mais, caso ele não fosse ágil o suficiente para escapar de alguns defensores. Nós não protegemos ele como deveríamos fazer, e isso realmente não ajudou”, reconheceu Carroll.

No total, Wilson completou 19 passes de 33 tentados para 298 jardas com três touchdowns e duas interceptações. Além de ter sido sacado cinco vezes, o quarterback não conseguiu correr bem e só conquistou cinco jardas pelo chão.

“Eu não estou tentando encobri-lo”, disse Carroll. “Ele pode jogar melhor. Ele poderia ter nos livrado de alguns problemas mais cedo, se livrando da bola algumas vezes, mas as coisas não saíram como o planejado.”

Na próxima rodada, Seattle viaja até Chicago para enfrentar os Bears. Vai ser interessante notar como Wilson e a debilitada linha ofensiva dos Seahawks conseguirão lidar com Khalil Mack.