Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Oakland Raiders tem data para deixar de existir oficialmente: o Congresso de Donos de Franquias da NFL aprovou hoje, quase que de maneira unânime, o pedido de realocação de Mark Davis, dono dos Raiders. Por 31 votos a 1, a franquia tem agora o direito de se mudar de Oakland para Las Vegas. O único voto contra foi do Miami Dolphins. Considerando que apenas 24 votos favoráveis eram necessários, foi uma vitória esmagadora.

Isso não quer dizer que os Raiders já se mudam de Oakland amanhã – tal qual aconteceu com os Chargers, por exemplo. Las Vegas não tem a menor condição de receber uma partida de NFL já para a próxima temporada. O Sam Boyd Stadium, estádio onde a Universidade de Nevada at Las Vegas manda seus jogos no college football, precisa passar por renovações para minimamente estar apto ao futebol americano profissional.

A renovação deve acontecer, mas enquanto isso – provavelmente 2017 e 2018 – os Raiders continuam jogando no obsoleto Oakland Coliseum, um dos pivôs/vilões na realocação. Em 2019, jogariam no parcialmente melhorado Sam Boyd, em Vegas. E em 2020 poderiam finalmente jogar em sua nova casa, um estádio coberto de 65 mil lugares com custo de 1,9 bilhões de dólares (aproximadamente 6 bilhões de reais). Para se ter ideia, isso é mais do que o PIB de 25 países em 2017 – ou o equivalente ao PIB da Libéria.

“Meu pai (Al Davis) sempre disse que a grandeza dos Raiders estava no seu futuro, e a oportunidade de construir um estádio de classe na capital do entretenimento no mundo é um passo significativo para alcançar a grandeza”, disse Mark Davis, filho de Al, em declaração oficial. “Gostaria de agradecer o comissário (Roger) Goodell, a National Football League e meus 31 parceiros. Também gostaria de agradecer ao governador Brian Sandoval e à Assembleia Legislativa de Nevada pelo comprometimento. Finalmente, gostaria de agradecer a Sheldon Adelson por sua visão e liderança, sem ele este projeto não poderia se tornar realidade”, finalizou Davis.

Leia mais sobre a mudança dos Raiders para Las Vegas:
Derek Carr posta mensagem emocionada de despedida aos fãs de Oakland
Único voto contrário a mudança dos Raiders para Las Vegas foi do Miami Dolphins – entenda por quê
Mudança dos Raiders para Las Vegas mostra que a NFL (infelizmente) não é só esporte: são negócios

Ao longo dos últimos meses, houve uma falta de esforços mais concretos por parte do Condado de Alameda e de Oakland para a construção de um novo estádio – seja com verbas, seja com terreno. Assim, a mudança para Vegas – onde havia toda uma ajuda por parte do poder público – ficou facilitada nisso. O único empecilho seriam votos contra por parte dos donos de franquia. Como disse neste texto, o momentum era favorável aos Raiders. Primeiro porque o “jogo” não é tão mal visto como há 50 anos atrás, quando uma franquia em Las Vegas seria impensável. Qualquer pessoa pode apostar pela internet em eventos esportivos. Ademais, vários atletas visitam Las Vegas na intertemporada. O pensamento vigente entre os donos de franquias é que a “ocasião revela o ladrão”, não que “faz” o ladrão (ou o apostador, no caso).

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.