Uma senha sera enviada para seu e-mail

Durante quase uma década de carreira na NFL, James Jones foi um jogador relevante e entende da função de wide receiver. Uma vez membro do Oakland Raiders (2014), ele vem conversando com o coordenador da equipe, Greg Olson. Em uma dessas conversas, Jones soltou que o coordenador disse que Martavis Bryant ainda não se adaptou ao playbook dos californianos.

“Eu tive a chance de conversar com Olson, e ele disse que provavelmente ninguém consegue competir com Bryant em termos de talento. No entanto, ele me disse que o WR não está aprendendo o playbook, e que isso é motivo para um pouco de frustração. Eles querem que Bryant fique em campo, mas está difícil com as dificuldades que ele vem tendo”, disse Jones em entrevista à NFL Network.

Vale lembrar, o playbook ofensivo – o livro de jogadas – de Jon Gruden, novo técnico da franquia, tem a reputação de ser extremamente complexo.

Bryant, na NFL desde 2014, foi uma aquisição importante dos Raiders na intertemporada. O recebedor teve campanhas sólidas com o Pittsburgh Steelers sendo um recebedor de perigo em longas rotas, e os Raiders contrataram o jogador de 26 anos para ter um papel relevante no ataque.

Talvez Bryant vem tendo dificuldades de adaptação pelo estilo old school do treinador Jay Gruden. Criticado por parte da imprensa americana por utilizar métodos antiquados, Gruden vem recebendo vários olhares tortos durante a pré-temporada.




Na última semana, Gruden se manifestou sobre o assunto: “Nada será dado (a titularidade) a ninguém. Não importa como você chegou aqui e o que diz seu histórico. Precisamos que todos entendam que os melhores jogadores vão jogar, e ele (Bryant) precisa ser mais consistente. Estou confiante que ele será.”

No entanto, ainda é cedo para motivo de muita preocupação quanto a Bryant e o livro de jogadas dos Raiders. O time californiano só estreará na temporada regular daqui a um mês, no dia 10 de setembro diante do Los Angeles Rams.
🔒 Exclusivo de nossos assinantes:
Análise do Draft: Saints arriscam com Davenport em busca de segundo Super Bowl
Análise do Draft: Falcons enriquecem ataque (ainda mais) com Ridley
Análise do Draft, Tennessee Titans: Defesa é a palavra de ordem no Draft dos Titans
Análise do Draft, Carolina Panthers: Finalmente é dada ajuda para Cam Newton no corpo de recebedores
Análise do Draft: Rams multiplicam escolhas e adicionam profundidade de talento em posições-chave
Análise do Draft, Kansas City Chiefs: Sem escolha de primeira rodada, Chiefs focam em melhorar a defesa
Análise do Draft: Chargers têm em Derwin James uma peça ideal para sua defesa