Uma senha sera enviada para seu e-mail

O técnico do Seattle Seahawks, Pete Carroll, disse nesta semana uma informação relevante sobre o desempenho da defesa de Seattle na reta final da temporada 2016. Richard Sherman, principal cornerback da equipe, teria jogado machucado na segunda metade do calendário. De toda forma, ele não constou em nenhuma lista de jogadores machucados.

Carroll disse que Sherman tinha lesão no joelho, no MCL (ligamento medial colateral), similar àquela que Russell Wilson teve no início da temporada 2016. O treinador disse em seu programa de rádio na KIRO-AM que a lesão era “significativa”. “Ele nunca deixou de fazer nada. Assim como Russell também não. Tyler também. Essas coisas foram acontecendo e passamos por cima disso”, contou o treinador. “Eles nunca reclamaram, não perderam treinamentos, mas eram lesões legítimas. É um desafio. Caras ao redor da liga estão passando pela mesma coisa”, completou.

A única vez que Richard Sherman esteve na lista de contundidos foi antes da semana 12, quando Seattle jogou contra o Tampa Bay Buccaneers. De toda forma, ao longo da segunda metade da temporada, ele foi poupado de diversos treinamentos sob a justificativa de “não relacionado a lesões”.

Após a partida do último sábado, Carroll se reuniu com Sherman para conversar de maneira extensa sobre a temporada que passou. Sherman teve dois momentos de “explosão emocional” nas sidelines, treta com a imprensa e agora esta lesão que ninguém publicamente estava ciente. Segundo Carroll, “eu só queria deixar claro que nos despedíssemos [da temporada] em bons termos, conversamos bastante. Foi um ano difícil para ele. Mas ele superou as dificuldades”, completou o treinador em seu programa de rádio.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony, ou nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.