Uma senha sera enviada para seu e-mail

Philadelphia Eagles e Carolina Panthers se enfrentam no Thursday Night Football para iniciar os trabalhos da Semana 6, mas ainda temos lenha para queimar sobre a Semana 5. A AFC, no geral, está mais disputada do que a maioria poderia prever – tirando o Kansas City Chiefs, ninguém ganhou quatro partidas.

Do lado da NFC, Panthers, Packers e Eagles contam com quatro vitórias e lideram suas respectivas divisões.




Tríplice Coroa! – Melhor calouro da rodada, pior quarterback da rodada e maior surpresa

Tudo isso num jogo só! Estamos falando, naturalmente, do acachapante 30 a 9 que o Jacksonville Jaguars conseguiu pendurar no Pittsburgh Steelers… no Heinz Field. Há diversos fatores a serem considerados sobre a partida entre os líderes da AFC North e AFC South, e daremos início com o melhor calouro da semana: Leonard Fournette.

O investimento do Jacksonville Jaguars em Leonard Fournette tem se mostrado uma decisão mais que sábia, mas essencial para o sucesso ofensivo da equipe em 2017. No último domingo, vimos à máxima potência a filosofia de jogo dos Jaguars:  uma defesa para lá de sólida, um jogo terrestre que conquistou nada menos que 181 jardas só pelo seu calouro camisa 27; tudo isso para evitar colocar Blake Bortles em situações desfavoráveis nas quais o camisa 5 é conhecido pela inconsistência. O Pittsburgh Steelers teve uma dificuldade gigantesca tanto em parar Fournette quanto estabelecendo um ritmo ofensivo – e pagou com muitos turnovers, que contribuíram e muito para o elástico placar de 30 a 9.

Placar este que credencia o Jacksonville Jaguars à maior surpresa da semana. Chega a ser quase impensável  que um ataque composto por Antonio Brown, Le’Veon Bell e o explosivo Martavis Bryant não consiga anotar um touchdown em casa. Pois bem, dito e feito. A defesa do Jacksonville Jaguars atingiu em 2017 o equilíbrio ideal entre talentos vindos do draftfree agents. Ano passado, lembro de ter eleito o time do norte da Flórida como os vencedores do Draft 2016. Jalen Ramsey e Myles Jack eram, em termos de talento, duas escolhas fáceis no Top 5 – e os Jaguars conseguiram selecionar ambos na primeira e segunda rodada. Isso sem sequer mencionarmos como Yannick Ngakoue tem contribuído com esta linha defensiva, selecionado na terceira rodada do ano passado.




Falemos, enfim, do pior quarterback – Ben Roethlisberger. Cinco interceptações que custaram a partida para o Pittsburgh Steelers. É aquela sensação do eye test – vendo o camisa 7 jogar você sente a imprecisão, a dificuldade do quarterback em replicar o estilo de jogo que o credenciou ao Hall da Fama do esporte. O próprio signal caller vem questionando sua capacidade ao longo da temporada, e o fez novamente após a partida cheia de turnovers 1. Talvez a troca de guarda lá em Pittsburgh venha antes do que a maioria esperava.

Melhor quarterback da rodada – Carson Wentz, Philadelphia Eagles

Tecnicamente, seria Aaron Rodgers. A forma como ele coloca o time nas costas e conduz campanhas vitórias é de cair o queixo, e essa liderança e exímia execução acontecem semanalmente. Só que eu precisava de um espaço para elogiar Carson Wentz, e a evolução que o camisa 11 demonstra em relação ao seu ano de calouro.

Com um apoio da sua sólida linha ofensiva, Carson Wentz dissecou a defesa do Arizona Cardinals, que ficou refém do forte braço e capacidade de encontrar big plays em situações de blitz.  Se observarmos o touchdown (lindo) de Nelson Agholor, veremos como a linha dá a Wentz o tempo para ler o fundo do campo, o quarterback faz o step up no pocket e lança um passe perfeito para o camisa 13. Com a sólida defesa que os Eagles possuem, vejo eles indo para a pós-temporada logo mais em janeiro.

Menções honrosas para Alex Smith e Deshaun Watson, que se enfrentaram no Sunday Night Football. Os dois estão jogando em altíssimo nível, cada um à sua maneira.  Admirável como o camisa 11 do Kansas City Chiefs parece ter elevado o nível do seu jogo com a sombra de Patrick Mahomes no banco de reservas. Quanto ao calouro Watson, já dedicamos bastante espaço ao produto de Clemson – mas fica aqui o registro.

Maior decepção da rodada – Miami Dolphins (fazendo a dobradinha!)

Que lástima o Miami Dolphins. Já falamos com extensão sobre como Jay Cutler, a linguagem corporal e a dificuldade da equipe em mover as correntes. Parece um time em absoluto descompasso – não conseguem mover as correntes correndo ou pelo jogo aéreo. Ao receber uma das secundárias mais gentis com adversários da NFL, suaram muito para conseguir 78 jardas aéreas. Chegou a hora de Adam Gase realmente avaliar se vale a pena manter Jay Cutler under center.

Sugestões para prêmios na semana que vem? Me procure no Twitter em @MiceliFF que farei de tudo para incluí-lo!

“RODAPE"

  1.  Big Ben after 5 INTs: ‘Maybe I don’t have it anymore’. Jeremy Bergman. NFL.com. Acesso em 11/10/17 – http://www.nfl.com/news/story/0ap3000000858648/article/big-ben-after-5-ints-maybe-i-dont-have-it-anymore