Uma senha sera enviada para seu e-mail

O New Orleans Saints busca mais uma campanha com dez vitórias – a sexta potencial com Sean Payton no comando do time. Sabe quantas tiveram antes de 2006, quando ele chegou? 5. Em mais de 40 anos.

“colts"

A missão, contudo, não será tão fácil assim. A NFC South vai se afunilando a cada partida que passa. Olha o calendário de Atlanta Falcons, Carolina Panthers e New Orleans Saints:

Panthers: Vikings, Packers, Buccaneers, Falcons
Saints: Falcons, Jets, Falcons, Buccaneers
Falcons: Saints, Buccaneers, Saints, Panthers

Ou seja: os três do topo da NFC South ainda têm três encontros em comum – sem contar partidas contra o Tampa Bay Buccaneers. A classificação?

Saints: 9-3
Panthers: 8-4
Falcons: 7-5

Em outras palavras, a divisão está completamente aberta. O Atlanta Falcons está dois jogos atrás do New Orleans Saints e ainda tem… Dois confrontos contra eles.

Dois jogos em três semanas

O New Orleans Saints é um time diferente de outros anos. Após seguidos investimentos em linha ofensiva, o time foi atrás de Alvin Kamara no último draft e o resultado não poderia ser melhor. Junto de Mark Ingram II, Kamara tornou o jogo terrestre dos Saints tão respeitável quanto em 2006, ano no qual um Reggie Bush calouro fez o inferno da vida dos adversários junto de Deuce McAllister. Juntos, Kamara e Ingram bateram para 248 jardas de scrimmage contra a defesa do Carolina Panthers no último domingo. Do outro lado, uma dupla de running backs também respeitável em Devonta Freeman e Tevin Coleman. Não é absurdo dizer que quem tiver mais jardas entre as duas duplas… Ajudará fortemente no resultado. É quase como um confronto paralelo.

Ingram precisa de apenas mais um touchdown para se juntar a Alvin Kamara com 1000 jardas de scrimmage e 10 marcações numa temporada – seria a primeira vez que isso acontece desde 1988 (Bengals, Ickey Woods e James Brooks).

Kamara praticamente volta para casa nesta quinta. Com os Saints fora de casa, a partida será no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta – 36 km de onde Alvin nasceu. Mas há algo além de jogo terrestre nessa partida.



Mesmo com as corridas fazendo sucesso, é impossível não falar dos QBs

Drew Brees e Matt Ryan certamente estão entre os melhores quarterbacks da NFL. É o 18º confronto entre eles – a maior marca no número de confrontos entre dois signal callers desde que o Super Bowl foi criado em 1966. Nesses 17 jogos anteriores, Brees leva vantagem nas vitórias – 10 a 7.

Com um jogo terrestre forte e duas defesas oportunistas, não é nos surpreenderíamos se o “critério de desempate” desse confronto fosse os quarterbacks. Atlanta é zebra por um ponto nas casas de apostas de Las Vegas – e isso indica como o jogo deve ser disputado.

Com vitória de New Orleans, as chances matemáticas de Drew Brees e companhia vencerem a divisão sobem de 86 para 98%. Com derrota – e vitória de Atlanta, claro – elas caem para 76%. Aparte disso, as próprias chances de playoff – seja pela repescagem – sobem bastante para os Falcons em caso de vitória: de 36 para 52%. Caso perderem, elas caem para 19% numa Conferência Nacional mega disputada em 2017.

Com transmissão da ESPN aqui no Brasil a partir das 23h, Saints e Falcons prometem muitos pontos, belas corridas e mais um duelo entre bons quarterbacks. Quem vencer, posta-se forte para a reta final da temporada. Não dá para perder.

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony ou no facebook – e ainda, nosso site em @profootballbr e curta-nos no Facebook.

“RODAPE"