Draft Notebook – Fim de semana recheado com os bowls do ano novo

Chick-Fil-A Peach Bowl – Michigan vs Florida – 29 de dezembro – 15:00

A melhor forma de começar os playoffs é ter uma partida do nível dessa para anteceder a primeira semifinal. Michigan esteve entre os quatro primeiros colocados até o jogo contra Ohio State, quando foi dominada por Urban Meyer. Mas para o torcedor dos Wolverines, o que mais importa agora é o retrospecto recente contra Florida: em 2016, os times se encontraram no Citrus Bowl e os Wolverines atropelaram por sonoros 41 a 7; já na abertura da temporada de 2017, novamente Michigan venceu, dessa vez por 33 a 17. Se voltarmos ainda mais o histórico, veremos que nas 4 partidas entre os times, Florida nunca conseguiu vencer Michigan.

Para esse jogo, não teremos a presença do jogador de linha defensiva Rashan Gary, pois ele decidiu não jogar o bowl para se preparar para o. Sem a presença de Gary, o maior nome de Michigan passa a ser o linebacker Devin Bush, jogador com um atleticismo muito acima da média e capaz de correr o campo todo em alta intensidade. Bush evoluiu muito o seu processamento do jogo durante a temporada e deve ser uma escolha de primeira ou segunda rodada no.

Do outro lado, Florida será liderada pelo Jachai Polite, um dos grandes pass rushers dessa classe e certamente sairá na primeira rodada, talvez até mesmo dentro do top 15. Sua explosão ao sair de seu apoio e a capacidade que ele possui de contornar o arco contra o offensive são excelentes, e é principalmente isso que fará os times se apaixonarem por Polite, apesar de algumas de suas técnicas de uso das mãos precisarem de refinamento.

Palpite: Michigan 33 x Florida 27

Prospectos para ficar de olho em Michigan: Chase Winovich (edge rusher), Devin Bush (linebacker), David Long (cornerback), Lavert Hill (cornerback)

Prospectos para ficar de olho em Florida: Zabari Zuniga (edge rusher), Chauncey Gardner-Johnson (defensive back), Van Jefferson (wide), Martez Ivey (offensive), Jawaan Taylor (offensive)

Capital One Orange Bowl – Oklahoma vs Alabama – 29 de dezembro – 23:00

Para a surpresa de ninguém, Alabama chegou nos playoffs de forma invicta e categórica, atropelando todos que passavam pela frente: foi a primeira vez na era moderna do College que um time venceu todos os seus adversários por pelo menos 20 pontos de diferença na temporada regular. Lógico que a final da SEC não entra nessa sequência, afinal, Georgia vendeu caro a derrota por 35 a 28. O finalista do Heisman Tua Tagovailoa se machucou contra os Bulldogs e esteve se recuperando de forma intensiva nos últimos dias para poder jogar a semifinal.

Mas o grande nome da partida por parte de Alabama é o Quinnen Williams, projetado para ser escolhido no top 5. Williams passou por um momento curioso durante uma entrevista coletiva essa semana quando perguntado sobre o talento do adversário Kyler Murray: o jogador começou a falar que Murray não é tão bom assim, mas parou a sua fala no meio, talvez imaginando a bronca que o seu técnico Nick Saban daria no jogador ao dar combustível para o adversário. Veja abaixo

Se o time de Alabama quebrou diversos recordes durante a temporada, Oklahoma não ficou atrás: o treinador Lincoln Riley não é cotado para ser head coach na NFL à toa, afinal, o ataque de Oklahoma teve média de 8.6 jardas por jogada, o que é ‘somente’ o ataque mais explosivo da história do College Football. Mas como nem tudo são flores, a defesa dos Sooners é o maior problema do time, cedendo em média 32 pontos por partida. Nada bom. Para saber mais do confronto de forma mais completa, sugiro ler a ótima prévia do Bulio sobre o jogo.

Palpite: Alabama 34 x Oklahoma 24

Prospectos para ficar de olho em Alabama: Quinnen Williams (defensive), Raekwon Davis (defensive), Isaiah Buggs (defensive), Deionte Thompson (safety), Anfernee Jennings (edge rusher), Damien Harris (running back), Josh Jacobs (running back), Irv Smith (tight end), Jonah Williams (offensive), Ross Pierschbacher (guard).

Prospectos para ficar de olho em Oklahoma: Kyler Murray (quarterback), Cody Ford (offensive), Marquise Brown (wide), Ben Powers (guard), Dru Samia (guard).

Goodyear Cotton Bowl – Notre Dame vs Clemson – 29 de dezembro – 19:00

Do outro lado da chave, temos Notre Dame e Clemson se enfrentando no Cotton Bowl. Ambos os times mudaram de durante a temporada e deu certo: o até então titular de Clemson Kelly Bryant pediu transferência e deixou o time após saber da perda da titularidade para o novato Trevor Lawrence; em Notre Dame, a troca de titularidade foi mais suave, já que Brandon Wimbush continuou no time após ver Ian Book tomar o seu lugar.

Durante a semana, Clemson sofreu um golpe duro na sua defesa: o Dexter Lawrence, projetado para seleção na primeira rodada, foi pego no anti-doping e está suspenso para a semi-final. Mesmo sem Lawrence, Clemson continua com uma linha defensiva estelar com mais dois jogadores que devem ser escolhidos na primeira rodada: o Christian Wilkins e o Clelin Ferrell. Para evitar essa linha defensiva tão forte, Notre Dame terá de utilizar de muitos passes curtos e aproveitar a ausência de Lawrence para explorar o jogo terrestre. Leia aqui mais sobre o confronto.

Palpite: Clemson 31 x Notre Dame 17

Prospectos para ficar de olho em Notre Dame: Tevin Coney (linebacker), Jerry Tillery (defensive), Julian Love (cornerback), Alizé Mack (tight end).

Prospectos para ficar de olho em Clemson: Christian Wilkins (defensive), Clelin Ferrell (defensive end), Austin Bryant (defensive end), Kendall Joseph (linebacker), Trayvon Mullen (cornerback), Hunter Renfrow (wide), Mitch Hyatt (offensive).

Playstation Fiesta Bowl – UCF vs LSU – 1 de janeiro – 16:00

O time queridinho dos fãs de College, UCF, mais uma vez não chegou nos playoffs, mas foi o suficiente para novamente entrar em um dos bowls mais importantes. Na temporada passada, UCF foi para o Peach Bowl e ao vencer, eles se proclamaram campeões nacionais por terminarem a temporada invicto, ou seja: pode ter certeza que os torcedores se proclamarão bicampeões nacionais caso vençam LSU. É provavelmente o jogo mais esperado do fim de semana com exceção das semifinais, por conta da história que esse jogo contará. Independente do que aconteça, a narrativa está pronta: caso UCF vença, aumenta a força dos que defendem um aumento da quantidade de times nos playoffs; caso UCF perca, o comitê mostrará que não estava errado em deixar o time de Central Florida de fora.

Os dois times tiveram caminhos opostos para chegar até aqui. UCF teve um calendário fácil por jogar fora da Power Five e venceu todas as partidas, enquanto LSU teve o calendário considerado o mais difícil da temporada e perdeu três jogos. O ponto-chave da partida para os Tigers será a exploração do seu pão com manteiga: o jogo terrestre. Mesmo estando invicta na temporada, UCF sofreu bastante para o jogo terrestre de seus adversários, e nos últimos 5 jogos, permitiram ao menos 196 jardas em todas as cinco partidas. Por ser o grande ponto focal do ataque de LSU, é bem provável que UCF não conseguirá ter o controle do tempo de posse de bola durante o jogo. O titular de UCF, Mckenzie Milton sofreu uma lesão grave durante a partida contra USF e desde então UCF tem contado com o seu jogo terrestre para pontuar, portanto, não espere uma partida de muitas tentativas de passe.

Palpite: LSU 30 x UCF 20

Prospectos para ficar de olho em LSU: Rashard Lawrence (defensive), Devin White (linebacker), Greedy Williams (cornerback), Nick Brossette (running back).

Prospectos para ficar de olho em UCF: Ryatt Miller (offensive), Nevelle Clark (cornerback), Titus Davis (edge rusher).

Rose Bowl – Washington vs Ohio State – 1 de janeiro – 20:00

Urban Meyer disse que se aposentará após esse jogo. O treinador de Ohio State teve de enfrentar diversas críticas durante a intertemporada, após a imprensa descobrir que um de seus treinadores assistentes estava violentando fisicamente a esposa e que Meyer sabia desse problema. Se esse realmente é o seu último jogo da carreira, nós ainda não sabemos, pois muitos acreditam que ele deva ficar um tempo fora mas que em não menos de dois anos voltará para outro grande time do futebol americano universitário; de qualquer forma, o histórico em bowls de Urban Meyer é excelente, tendo 11 vitórias e apenas 3 derrotas. Por outro lado, Washington, sob o comando de Chris Petersen, tem um histórico nada agradável em bowls, com apenas uma vitória nos últimos quatro jogos.

Ohio State será liderada pelo Dwayne Haskins, que terá uma decisão importante a tomar após a partida: ele já é elegível para o e provavelmente será o primeiro a ser escolhido em 2019 caso se declare, principalmente após a notícia que Justin Herbert de Oregon voltará para a universidade. O finalista do Heisman teve uma evolução notável durante a temporada e todas as atenções de times da NFL necessitados de estarão voltadas para ele. Haskins terá um duelo importante nesse jogo ao enfrentar o cornerback Byron Murphy, projetado para ser escolhido na primeira rodada do: Murphy possui ótimas habilidades de ball skills, localizando a bola no ar e intercepta como nenhum outro cornerback nessa classe. Se Haskins quiser deixar uma boa impressão, terá que tomar cuidado ao lançar próximo de Murphy.

Palpite: Ohio State 31 x Washington 24

Prospectos para ficar de olho em Washington: Byron Murphy (cornerback), Taylor Rapp (safety), Myles Gaskin (running back), Kaleb McGary (offensive), Drew Sample (tight end).

Prospectos para ficar de olho em Ohio State: Dwayne Haskins (quarterback), Dre’Mont Jones (defensive), Mike Weber (running back), Parris Campbell (wide), Robert Landers (defensive), Damon Arnette (cornerback), Kendall Sheffield (cornerback).

Allstate Sugar Bowl – Texas vs Georgia – 1 de janeiro – 23:45

A tristeza de fim de temporada já terá batido, pois esse é o último jogo antes da grande final. Talvez seja o jogo mais desigual dos grandes bowls, visto que Texas não passa tanta confiança para enfrentar Georgia. Enquanto Georgia chega de uma derrota contra Alabama em um dos melhores jogos do ano, Texas chega de uma derrota contra Oklahoma cedida no último quarto após 19 pontos não respondidos dos Sooners e, antes disso, uma vitória apertada contra o fraquíssimo time de Kansas.

Para os torcedores dos Longhorns, uma boa notícia veio no meio da semana: o DeAndre Baker anunciou que não jogará a partida para se preparar para o. É a grande chance para os Collin Johnson e Lil’Jordan Humphrey dominarem a secundária de Georgia.

Palpite: Georgia 37 x Texas 20

Prospectos para ficar de olho em Texas: Collin Johnson (wide), Lil’Jordan Humphrey (wide), Kris Boyd (cornerback).

Prospectos para ficar de olho em Georgia: Riley Ridley (wide), Mecole Hardman (wide), Terry Goodwin (wide), Elijah Hollyfield (running back).


Cobertura da semana 16, exclusivo de nossos assinantes – assine agora com 30% de desconto
PRO! | Eagles vencem Texans e provam que Nick Foles merece mais carinho da NFL
PRO! | Steelers não vencem e agora dependem dos Browns para irem à pós-temporada
PRO! | Defesa dos Ravens é capaz de ganhar jogos sozinha e isso deveria assustar o resto da NFL
PRO! | Titans vencem Redskins, mas Mariota é cada vez mais questionável
PRO! | História, 1999: Kurt Warner, o último MVP da temporada campeão do Super Bowl

“proclubl"

Instagram Feed Instagram Feed Instagram Feed Instagram Feed Instagram Feed Instagram Feed

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.